Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

Mérito aos agricultores

O 'reality show' da SIC leva já uma grande vantagem sobre o rival da TVI e muito dificilmente perderá esta corrida aos domingos à noite. A não ser que os concorrentes nus surpreendam…
16 de março de 2019 às 08:00
...
Mérito aos agricultores
Foto: Cofina Media
1. Na guerra dos 'reality shows' ao domingo, e ao fim de uma semana no ecrã, o balanço é fácil de fazer, a julgar pelas audiências: o da SIC, ‘Quem Quer Namorar com o Agricultor?’, encantou muito mais os espectadores do que o da TVI, ‘Quem Quer Casar com o Meu Filho?’, e, salvo qualquer hecatombe, irá ser assim até ao último episódio. Mérito de Andreia Rodrigues? Não, porque a sua importância é quase nula. É mérito, sim, do casting dos concorrentes, da produção e edição, que dão uma dinâmica tremenda ao formato.

2. Após ter perdido um mês para a SIC, o de fevereiro, e que acontece ao fim de 12 anos e meio, a TVI prepara-se para ver a estação de Paço de Arcos vencer outra vez, em março, mas agora por uma diferença maior. Numa espiral negativa, os erros sucedem-se. Eis quatro exemplos recentes de como se está a trabalhar (mal) em Queluz de Baixo: permitir que uma das suas estrelas exclusivas, Rita Pereira, vá ajudar Cristina Ferreira a somar fãs; estrear um reality, ‘Quem Quer Casar com o Meu Filho?’, sem o dar a conhecer à imprensa, que o faria "vender" aos portugueses através das revistas e dos jornais; dar inesperadamente um especial de outro reality, ‘Começar do Zero’, no mesmo dia; e, por fim, andar a trocar o horário dos diários de ‘Quem Quer Casar com o Meu Filho?’ – pode ser tanto às 18:18, na segunda, como às 19:16, na terça. Uma confusão dos diabos, numa casa que tem Rosa Cullell, a dona daquilo tudo, José Eduardo Moniz, que dispensa apresentações, e Bruno Santos, o diretor-geral, com muita tarimba.

3. Duarte Siopa, com um currículo que passa pelos canais generalistas – RTP (16 anos), SIC (2) e TVI (1) –, esteve fora da televisão durante três anos e brilha hoje na CMTV, que acreditou no seu potencial e lhe deu dois formatos: ‘Flash! Vidas’, de segunda a sexta, e ‘Separados pela Vida’, aos sábados – com repetição às quartas. Este último recorda-me ‘Ponto de Encontro’, da SIC, de Henrique Mendes, que faz parte da história da nossa TV, e prova que a esperança, a amizade, a paz e a felicidade são possíveis. Que o diga o apresentador, que chora, sofre, sorri e ajuda na resolução dos conflitos entre familiares e amigos que lhe surgem no estúdio. Veja, caro leitor/a, e confirme-o, que vale a pena.

Mais notícias de Pessoas Como Nós

Balada dos Monstros

Balada dos Monstros

Para os monstros não há regras nem limites, apenas desejos e obsessões, para eles o próximo não tem valor humano, porque só existe para os servir.
O poder da fé

O poder da fé

Na década de 90 Marco Paulo fintou o destino. A crença, a vontade de viver e servir uma autêntica legião de fãs agarraram-no à vida. Agora não será diferente.
COMO F*DER UM CASAMENTO  18. PASSAR UM DIA SEM UM BEIJO.

COMO F*DER UM CASAMENTO 18. PASSAR UM DIA SEM UM BEIJO.

Saíste. E nem um beijo. Simplesmente foste. Tinhas certamente muito em que pensar, a empresa, as preocupações, as contas para pagar, os desafios que te esperam, mas foste sem um beijo. Deixaste um até logo distante, que quando foi falado já não estava aqui.
Cláudio Ramos atacado por cobardes

Cláudio Ramos atacado por cobardes

Deixou Cristina Ferreira e a SIC e partiu para a TVI, onde vai começar por apresentar o ‘Big Brother’. Fez bem, apesar do que muitos lhe estão a fazer.
Retrato de um namorado parasita

Retrato de um namorado parasita

A minha mulher é um furacão. É mais bonita do que eu, mais nova do que eu, mais bem educada do que eu, mais forte do que eu. Mas sou eu quem manda, porque ela gosta mais de mim do que dela e essa regra, meus amigos, só se aprende depois dos quarenta.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;