Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do Amor

Notícia

Nunca

Nunca: adv. Aquilo que, apesar de definitivo, tende a não ser eterno. Nunca sintas nunca.
23 de outubro de 2017 às 10:25
...
Nunca
Foto: Getty Images

[diálogos que se não existiram deviam existir]

no tribunal

— Deram-lhe então a escolher entre ficar sem a sua casa ou ficar sem a sua mulher, é isso?

Relacionadas Número Nota Nexo Nadar Nação

— Sim, Excelentíssimo Juiz.

— Muito bem. E o que escolheu o senhor?

— Ficar sem casa, Meritíssimo.

— Porquê?

— Não queria ficar ao relento.

na escola 

— O que estás a desenhar?

— A minha família, senhora professora.

— Mas eu pedi para desenharem o mundo.

— E foi o que eu fiz.   

no hospital

— Vai então ficar com a pulseira verde, senhor doutor, e com o número 23.

— O que se significa isso?

— Significa que é um médico aprovado pelos utentes.

— Óptimo, óptimo. E o número?

— Estamos no número 21. Quer dizer que basta chegarem mais dois utentes e o doutor é chamado a consultar.

— Excelente, excelente.  

— Espere só ali um pouco na sala de espera, por favor. Daqui a nada chamam pelo seu nome.

— Sim, claro. Obrigado.

na empresa

— Mandou-me chamar, chefe?

— Sim.

— O que se passa?

— Estamos bastante desiludidos consigo.

— Porquê? O que fiz eu?

— Confirma que hoje é o aniversário do seu filho?

— Sim, chefe.

— E confirma que é mesmo o senhor que está aqui, agora, neste momento?

— Sim, chefe.

— Não viu ainda a desilusão que nos causa a todos aqui na empresa?

— Acabei de perceber, chefe.

— Vamos ser forçados, como entenderá, a despedi-lo.

— Entendo, claro.

— Considere-se então despedido.

— Com certeza.

— Volte amanhã para ser readmitido.

— Assim farei.

A lógica é uma construção. Como a realidade, no limite, é uma construção. Ilógico é não questionar a lógica, não tentar perceber de onde ela vem, para onde é que ela vai, e sobretudo onde nos encaixamos nós no interior dela. O amor é a mais absoluta ilógica, e é só por ele que vivemos, ou queremos viver, pelo menos. Devia chegar isso para te fazer pensar — e amar, claro.

Nunca: adv. Expressão usada, amiúde, para libertar de pesos insustentáveis — e que, ironicamente, acaba por trazer pesos ainda maiores para carregar. Nunca sintas nunca.

Mais notícias de Pessoas Como Nós

A menina Clarinha e eu

A menina Clarinha e eu

Não sei quantas vezes tentei esquecer-te, talvez menos do que tu e mais do que o meu coração aguenta, a única que sinto é que, cada vez que a dou espaço à razão, o meu coração começa a encolher-se como um bolo sem fermento, a vida fica sem açúcar e os dias sem sabor.
SIC ataca (e bem) a TVI

SIC ataca (e bem) a TVI

O ‘Big Brother’ ganha ao ‘Agricultor’? Não faz mal: aposta-se em ‘Nazaré’. O ‘Somos Portugal’ é uma marca? Não faz mal: faz-se uma coisa igual. Na guerra vale tudo, e a estação de Queluz de Baixo não tem muito tempo…
Impossível baixar a guarda!

Impossível baixar a guarda!

Infelizmente basta ligar a televisão ou ler as manchetes dos principais jornais e meios de comunicação online para perceber que as festas ilegais continuam a acontecer de norte a sul do país; que os convívios multinucleares são cada vez mais encarados como autênticas festas de desconfinamento, que o sol, o calor e o mar estão a toldar os sentidos conduzindo-nos para o precipício.
Os milagres na TVI… e alunos e professores em lágrimas

Os milagres na TVI… e alunos e professores em lágrimas

Aos domingos, o ‘Big Brother’ parte sempre muito atrás de ‘Quem Quer Namorar com o Agricultor?’, mas tem conseguido vencer o rival, o que é notável. Tudo numa semana em que as escolas fecharam e a emoção tomou conta de todos.
Quem é do mar regressa sempre ao mar

Quem é do mar regressa sempre ao mar

Do Pedro prefiro guardar o seu sorriso tão doce e tão despojado. Prefiro lembrar o seu trabalho dedicado a cada personagem, o seu tom sempre elegante e de cavalheiro, o seu amor pelo mar. É lá que ele se sentia livre. E é lá que viverá para sempre.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;