Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do amor

Notícia

Ofuscar

Ofuscar: v. Capacidade para fazeres do que sentes aquilo que vês; só o que te ofusca te apaixona.
25 de dezembro de 2017 às 07:00
...
Ofuscar
Foto: Getty Images

Tanta gente afundada no trânsito e ele passa a pedalar com uma perna só,

é a que tem,

anda de bicicleta ao pé-coxinho,

e ri-se,

eu continuo armado em importante no carro, o ar condicionado, a música, e armado em triste quando nada me falta,

que imbecil é o que passa a vida a tentar descobrir-lhe as faltas,

o frio lá fora e ele na bicicleta,

vou chamar-lhe Pessoa só para lhe dar um nome,

é proibido andar ali de bicicleta, muito menos ao pé-coxinho, mas ele lá anda,

proibido é parar, quando perdi uma perna aprendi a saltar, e se perder a que tenho juro que aprendo a voar,

os heróis são pessoas iguais às outras,

só com mais medos, talvez também com menos talento,

mas com muito mais coragem,

Pessoa na sua bicicleta, uma pedalada atrás da outra com uma de intervalo,

um dia experimento andar de bicicleta só a pedalar de um lado para ver como é ser Pessoa assim,

passa por nós, um sorriso malandro, compaixão, até,

quão grande se tem de ser para sentir compaixão por quem não nos entende?,

passa pela polícia e acena,

nem uma multa recebe, só um aceno de volta,

há pessoas que todas as pessoas reconhecem, e basta isso para serem perdoadas,

nenhuma pessoa merece castigo por falhar com falhas de pessoa, distracções, pulsões, arrebatamentos, pedaços incompletos, palavras a mais ou a menos,

nenhuma pessoa merece castigo por falhar com falhas de pessoa,

o trânsito continua caótico, eu continuo atrasado, a vida continua como estava antes de aquele homem com apenas uma perna passar a perna a toda a gente,

e na verdade sou outra pessoa,

Pessoa como ele, tão-só,

um dia vou dar aulas de felicidade, mas para já não,

e explica porquê,

para já não me faria feliz,

faz sentido, e é sentido,

um dia vou dar aulas de felicidade mas agora não que estou feliz assim,

e está,

no interior do carro vou para o meio do teu abraço, agradeço-te estares, agradeço-me estar,

estou cada vez mais atrasado, e feliz,

quem quiser que espere, eu vou lá chegar,

nem que seja ao pé-coxinho,

rio-me sozinho, ris-te comigo,

amar é rirmo-nos sozinhos e ainda assim acompanhados,

ao longe a bicicleta, mais pessoas a olhá-lo, boca aberta, a incapacidade de perceber que muitas vezes o desprezo é uma forma de inveja,

o meu por ele é,

e de agradecimento também,

obrigado, Pessoa,

o trânsito passou e acabei de passar por ele,

apetece-me buzinar-lhe, pedir-lhe que encoste, dar-lhe um abraço,

que o que nos apeteça nunca deixe de ser tentado,

eu tentei,

o abraço dele é a dois braços, em cima da bicicleta, num equilíbrio impossível,

como a vida,

obrigado, Pessoa,

e ele agradece, segue em frente,

como se não fosse nada,

e não é, apesar de ser tudo,

no final das contas a vida é aquilo que se vive como se não fosse nada,

apesar de ser tudo.

 

Ofuscar: v. Movimento que, apesar de limitar a visão, nos abre os olhos; só quem ama ofusca — e se deixa ofuscar.

Mais notícias de Por Detrás da Câmara

Pimenta na língua

Pimenta na língua

O comentário, que Paulo Dentinho continua a garantir não ser um juízo de valor, uma referência direta ao verão louco de CR7 em 2009, fragilizou o homem forte da informação da RTP e conseguiu afastá-lo da direção, algo que as investidas do ex-colega Carlos Daniel não conseguiram sequer beliscar.
Repulsa

Repulsa

Repulsa: s.f. Aquilo que só os desamados conseguem sentir; só quem consegue sentir repulsa merece a minha repulsa.
Caldo avinagrado

Caldo avinagrado

As redes sociais não são más porque nelas lemos, e vemos, palavras ordinárias, frases ainda mais reles, porque o insulto tem rédea solta. Pelo contrário. São uma poderosa fonte de liberdade.
Boa noite, Manuela

Boa noite, Manuela

Não sei que problemas Manuela Moura Guedes poderá trazer no futuro à SIC, dentro e fora de portas, o que sei é que a nova estrela da estação de Carnaxide para a área da informação.
Jornalistas em perigo

Jornalistas em perigo

No espaço de 1 ano, 3 repórteres foram assassinados na União Europeia. Todos investigavam esquemas de corrupção, máfias e poder político. A democracia jamais pode ser dada como adquirida.
Dias Fáceis

Dias Fáceis

Devemos respeitar a tristeza, mas não devemos alimentá-la, sob o risco de se tornar num monstro. Os monstros ocupam muito espaço, requerem muita atenção, podem virar-se a nós a qualquer momento e impedem-nos de viver a vida sem medo.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável