Francisco Moita Flores
Francisco Moita Flores Piquete de Polícia

Notícia

Temporal

Quem passou por esta semana com tanta investigação, tanta discussão sobre julgamentos, justiça, poderosos e tantos donos disto tudo, fica com a ideia de uma País a saque.
11 de fevereiro de 2018 às 13:19

Ele é a Operação Fizz, ele é a Operação Lex, ele é o caso Centeno, ele é a violação do segredo de justiça, ele é quem está contra e a favor da saída da Procuradora Geral da República, ele é o Blanco, ele é o Proença, ele é o Benfica, calma! Quem passou por esta semana com tanta investigação, tanta discussão sobre julgamentos, justiça, poderosos e tantos donos disto tudo, fica com a ideia de uma País a saque, sem controlo, completamente exposto à gula de uns e aos predadores do costume. Isto chegou a tal ponto que inquéritos internacionais sobre a percepção da corrupção colocam Portugal em quinto lugar entre os países mais corruptos do mundo.

Só é possível chegar a este estado de exasperação e de irrealidade porque a catadupa de notícias, cruzando alhos e bugalhos, provoca essa percepção mas não é verdade. O facto do Ministério Público ter irrompido por territórios que anteriormente não lhe causavam incómodo, fez vir à tona crimes económico-financeiros que, tal como noutros países onde a velocidade de amadurecimento é maior, provocaram danos nos vários poderes instalados. Os processos de corrupção que correm em Espanha contra vários partidos políticos, em França de igual modo, para não falar da Itália em que esta entrada da justiça nos meandros do poder, pura e simplesmente despedaçou os antigos partidos. Aqui, já não eram políticos, polícias, magistrados que eram corrompidos. Era o próprio Estado que se transformara em corruptor.

É preciso que se diga que nesta matéria respeitante ao crime económico nós continuamos na cauda da Europa. E não sendo nem de perto, nem de longe o quinto país mais corrupto do mundo, temos seguramente, na cifra negra desta criminalidade, muita coisa por desvendar e muito caminho por fazer.Vamos com calma. E, já agora, com firmeza!

Mais notícias de Piquete de polícia

Espanto

Espanto

A ser verdade esta história, Bruno de Carvalho, que ainda não há um ano era o pastor maior de um rebanho de servos acríticos, é o exemplar único que a história do desporto vai mostrar como o maior inimigo do Sporting.
Presidente (quase) na rua

Presidente (quase) na rua

Gonçalo Reis diz hoje uma coisa aos precários da RTP… e no dia seguinte faz outra. As contratações de Cândida Pinto e de Helena Garrido para a direcção de Informação incendiaram a empresa. O Governo vai ter de intervir.
Meia noite para Bruno

Meia noite para Bruno

RTP deixou-se usar para vergonhosa limpeza de imagem. Apenas duas semanas antes de ser detido no âmbito do processo de Alcochete, indiciado por 56 crimes, o antigo presidente do Sporting esteve no '5 para a Meia-Noite'.
Editar a vida

Editar a vida

O escritor é um espelho da sua época. Quase sempre um espelho com imperfeições, manchas e estilhaços, e no entanto, talvez por isso mesmo, ainda mais fiel à realidade, também ela repleta de defeitos.
Perdeu o futebol

Perdeu o futebol

É tempo de acabar com o “chico-espertismo” que intoxica e compromete a paixão pelo futebol. A liderança despótica de Bruno de Carvalho e respectivas consequências negativas não afetam apenas o Sporting. Com ele perdeu o futebol.
O amor é...

O amor é...

Continuar apaixonado, todos os dias, pela vontade de te apaixonares.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!