Carlos Rodrigues
Carlos Rodrigues TV Meu Amor

Notícia

Vantagem para a RTP

Num ano cheio de notícias de grande impacto, os três generalistas reagiram bem, com algumas excepções. Já no cabo, as estações passaram a agir como se se preparassem para fechar os canais de notícias.
15 de dezembro de 2017 às 07:00

O ano começou com o Telejornal a ganhar à concorrência. Com alinhamentos mais escorreitos, o noticiário da RTP1 beneficiou de uma conjuntura de grelha favorável. A vantagem, histórica, revelou-se circunstancial, pois não resistiu ao reforço da TVI, às 7 da tarde. Quando o "gordo" fraquejou, o Telejornal caiu. Mas isso não tira mérito à informação da RTP, única área da empresa que dá cartas. 2017 teve duas notícias principais: os mais de 100 mortos nos fogos, e a acusação, inédita, a um antigo Primeiro-Ministro.

A RTP foi quem melhor aliou eficácia e independência. Deixou a SIC para trás, tecnologicamente antiquada e sem qualquer agilidade, e superiorizou-se, também, à TVI, mostrando independência que a estação de Queluz não pode ostentar, porque está capturada por interesses anti-jornalísticos. Nos fogos, a RTP foi a generalista que chegou primeiro a mais sítios. Mostrou, porém, o mesmo desprezo que SIC e TVI pela informação no cabo. As estações agem como se estivessem para fechar os canais de notícias, sujeitando-os a um apagão vergonhoso em situações de alerta nacional. A falha nos incêndios repetiu-se na tempestade do fim de semana passado.

Mais uma vez, só a CMTV informou em permanência. Já o caso Sócrates reforçou a percepção de independência da RTP, em contraponto, sobretudo, com a TVI. Nesta matéria, destacou-se um entrevistador que amadurece: Vítor Gonçalves. Por fim, boa nota para Pedro Coelho, Ana Leal e o Sexta às 9: jornalismo de qualidade nos três canais generalistas, Para a semana, o melhor e o pior da televisão portuguesa, em 2017.

Mais notícias de Dicionário do Amor

Repulsa

Repulsa

Repulsa: s.f. Aquilo que só os desamados conseguem sentir; só quem consegue sentir repulsa merece a minha repulsa.
Caldo avinagrado

Caldo avinagrado

As redes sociais não são más porque nelas lemos, e vemos, palavras ordinárias, frases ainda mais reles, porque o insulto tem rédea solta. Pelo contrário. São uma poderosa fonte de liberdade.
Boa noite, Manuela

Boa noite, Manuela

Não sei que problemas Manuela Moura Guedes poderá trazer no futuro à SIC, dentro e fora de portas, o que sei é que a nova estrela da estação de Carnaxide para a área da informação.
Jornalistas em perigo

Jornalistas em perigo

No espaço de 1 ano, 3 repórteres foram assassinados na União Europeia. Todos investigavam esquemas de corrupção, máfias e poder político. A democracia jamais pode ser dada como adquirida.
Dias Fáceis

Dias Fáceis

Devemos respeitar a tristeza, mas não devemos alimentá-la, sob o risco de se tornar num monstro. Os monstros ocupam muito espaço, requerem muita atenção, podem virar-se a nós a qualquer momento e impedem-nos de viver a vida sem medo.
Renitência

Renitência

Renitência: s.f. Constructo psicológico próprio dos humanos; quem nunca tremeu nunca viveu.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável