Francisco Moita Flores
Francisco Moita Flores Piquete de polícia

Notícia

Francisco!

O Mundo tornou-se mais complicado na última década, mais difícil de entender. Que todos se encontrem em Paz para celebrar a Esperança. Que todos, terminados os abraços, regressem em Paz.
14 de maio de 2017 às 22:59
Caminham aos magotes pelas estradas com Fátima no olhar. Não é mais uma peregrinação. Vão encontrar-se com o Papa Francisco. Levam dores de alma, cansaços nas pernas e carregam penitências por cumprir e rezam. Rezam para que regresse a esperança. Rezam que para que a saúde não falte. Rezam para que os trilhos do futuro sejam mais risonhos com a bênção de Francisco.

Os jornalistas fazem reportagens nas estradas mais estranhas, por todo o lado, longas filas de peregrinos com uma luz no coração, diferentes, vindos de lugares tão distantes, andarilhos cansados, em sacrifício, marcados pela dor de tanto andar. Quando lhes perguntam o motivo a resposta, venham do norte ou do sul, da raia os das bandas do mar, respondem que é a fé. A fé que move montanhas, move os passos cansados, já fragilizados, olheiras fundas a desenhar a brutalidade do esforço.

Por fé demandam Fátima. Por fé, procuram a bênção de Francisco. Nunca um Papa teve à sua espera tão grande número de humildes, esfomeados, mais fome da alma do que da barriga, num tempo onde se desentende tudo aquilo que nasceu na ordem secular das coisas certas. O Mundo tornou-se mais complicado na última década, mais difícil de entender. Mudanças em vertigem onde é difícil penetrar a razão. Só pela fé.

Nunca um Papa foi tão desejado por ser um distribuidor de afectos. O sorriso fraterno. A palavra de consolo. A voz da Esperança.
É por isso mesmo paradoxal que esta chegada de um homem de paz, e da Paz, tenha um dos mais poderosos dispositivos de segurança alguma vez montado em Portugal. Meses de preparação. Dias intensos de vigia. Olhos que vasculham cada centímetro quadrado de chão para que peregrinos e Francisco celebrem o conforto espiritual que chega neste encontro. É este Mundo estranho, picotado de violência, que os crentes procuram apreender pela Fé.

Que todos se encontrem em Paz para celebrar a Esperança. Que todos, terminados os abraços, regressem em Paz.

Mais notícias de Piquete de polícia

Adeus, 2019!

Adeus, 2019!

O ano que termina não trouxe grandes notícias.
Escola e violência

Escola e violência

Uma comunidade contaminada pela incapacidade do juízo crítico e fome de saber está condenada ao fracasso e a ser dominada pelos medíocres que se formaram em ‘chico-espertice’.
E se for crime?

E se for crime?

Nos últimos tempos multiplicaram-se movimentos anti-científicos, de índole salvífica. É neste contexto que deve ser compreendida a atitude de certos pais que recusam vacinar os seus filhos, deixando-os expostos a uma imensidão de riscos em que a morte espreita.
O hábito e o monge

O hábito e o monge

Em nome de uma fé cega, e sem vigilância crítica, é possível encontrar resquícios do Portugal antigo, medieval, sujeito à crença, dominado pela crueldade de um sacerdote. Foi assim há muito tempo. É assim hoje.
Meninos sossegados

Meninos sossegados

É vulgar encontrar pais que exaltam as virtudes dos seus filhos – o que não é de estranhar – com um conforto especial. A explicação é invariavelmente a seguinte: é muito sossegadinho. Não brinca na rua e passa o tempo fechado no quarto em frente ao computador.
Maddie. Quem não sabe, teoriza

Maddie. Quem não sabe, teoriza

E passados quinze anos e doze milhões de libras, continua sem se saber do paradeiro da pobre criatura. Mas há coisas que sabemos.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;