Francisco Moita Flores
Francisco Moita Flores Piquete de Polícia

Notícia

Temporal

Quem passou por esta semana com tanta investigação, tanta discussão sobre julgamentos, justiça, poderosos e tantos donos disto tudo, fica com a ideia de uma País a saque.
11 de fevereiro de 2018 às 13:19

Ele é a Operação Fizz, ele é a Operação Lex, ele é o caso Centeno, ele é a violação do segredo de justiça, ele é quem está contra e a favor da saída da Procuradora Geral da República, ele é o Blanco, ele é o Proença, ele é o Benfica, calma! Quem passou por esta semana com tanta investigação, tanta discussão sobre julgamentos, justiça, poderosos e tantos donos disto tudo, fica com a ideia de uma País a saque, sem controlo, completamente exposto à gula de uns e aos predadores do costume. Isto chegou a tal ponto que inquéritos internacionais sobre a percepção da corrupção colocam Portugal em quinto lugar entre os países mais corruptos do mundo.

Só é possível chegar a este estado de exasperação e de irrealidade porque a catadupa de notícias, cruzando alhos e bugalhos, provoca essa percepção mas não é verdade. O facto do Ministério Público ter irrompido por territórios que anteriormente não lhe causavam incómodo, fez vir à tona crimes económico-financeiros que, tal como noutros países onde a velocidade de amadurecimento é maior, provocaram danos nos vários poderes instalados. Os processos de corrupção que correm em Espanha contra vários partidos políticos, em França de igual modo, para não falar da Itália em que esta entrada da justiça nos meandros do poder, pura e simplesmente despedaçou os antigos partidos. Aqui, já não eram políticos, polícias, magistrados que eram corrompidos. Era o próprio Estado que se transformara em corruptor.

É preciso que se diga que nesta matéria respeitante ao crime económico nós continuamos na cauda da Europa. E não sendo nem de perto, nem de longe o quinto país mais corrupto do mundo, temos seguramente, na cifra negra desta criminalidade, muita coisa por desvendar e muito caminho por fazer.Vamos com calma. E, já agora, com firmeza!

Mais notícias de Piquete de polícia

Adeus, 2019!

Adeus, 2019!

O ano que termina não trouxe grandes notícias.
Escola e violência

Escola e violência

Uma comunidade contaminada pela incapacidade do juízo crítico e fome de saber está condenada ao fracasso e a ser dominada pelos medíocres que se formaram em ‘chico-espertice’.
E se for crime?

E se for crime?

Nos últimos tempos multiplicaram-se movimentos anti-científicos, de índole salvífica. É neste contexto que deve ser compreendida a atitude de certos pais que recusam vacinar os seus filhos, deixando-os expostos a uma imensidão de riscos em que a morte espreita.
O hábito e o monge

O hábito e o monge

Em nome de uma fé cega, e sem vigilância crítica, é possível encontrar resquícios do Portugal antigo, medieval, sujeito à crença, dominado pela crueldade de um sacerdote. Foi assim há muito tempo. É assim hoje.
Meninos sossegados

Meninos sossegados

É vulgar encontrar pais que exaltam as virtudes dos seus filhos – o que não é de estranhar – com um conforto especial. A explicação é invariavelmente a seguinte: é muito sossegadinho. Não brinca na rua e passa o tempo fechado no quarto em frente ao computador.
Maddie. Quem não sabe, teoriza

Maddie. Quem não sabe, teoriza

E passados quinze anos e doze milhões de libras, continua sem se saber do paradeiro da pobre criatura. Mas há coisas que sabemos.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!