Luísa Jeremias
Luísa Jeremias No meu Sofá

Notícia

Como aprender com os erros dos outros

Se conseguirmos transportar esta história real para Portugal, conseguiremos entender bastante do que se passa com a SIC e a TVI e como se deu a transferência de público do canal tradicional das novelas portuguesas para o "novato" que, de um dia para o outro, descobriu a bola de cristal
27 de outubro de 2019 às 19:00
...
Como aprender com os erros dos outros
Os canais de televisão são como os casamentos: quando tudo corre muito bem, entram no marasmo. Depois disso, se houver um susto – porque a concorrência se mostrou – só têm duas hipóteses: ou desistem e deixam-se degradar até desaparecerem ou dão um salto em frente e "animam" a relação – no caso dos canais, com os espectadores.

Foi isto que aconteceu entre a Globo e a Record, no Brasil, há uns anos.

...
Os 10 Mandamentos
Em 2015, a TV Record descobriu o filão das novelas "bíblicas". No início do ano, estreou 'Os 10 Mandamentos' que, devagarinho, começou a ganhar cada vez mais um público clássico, tradicional do género novela. A Globo vinha de uma novela complicada, 'Império', que apenas brilhou pelo protagonista que encantava as espectadoras: Alexandre Nero.

...
Alexandre Nero em Império
Enquanto a Record apostava no Antigo Testamento, a Globo lançou o imenso 'flop' 'Babilónia', de um Gilberto Braga, o mago de 'Dancing Days', numa fase de decadência de ideias. Deu asneira: a Record cresceu, nunca mais parou de fazer novelas sobre temas bíblicos, e a Globo caiu sem nunca mais se levantar a sério.

...
Babilónia, com Glória Pires e Cássio Gabus Mendes
A Globo deixou de ser a todo-poderosa e intocável Globo, na qual qualquer produto resultava – os últimos grandes sucessos teriam sido, em 2012 e 2013, 'Avenida Brasil' e 'Amor à Vida' (curiosamente as novelas que a SIC elegeu para as tardes).

...
Félix em Amor à Vida
Último pormenor sobre esta crise no casamento entre a TV Globo e o seu fiel público, tentado pela colorida nova "amante" Record. Investiu em novos produtos, colocou # em todos os programas, fez séries com a estética Netflix e HBO, garantiu qualidade, fotografia e elenco... mas esqueceu o seu público de base: o povo brasileiro (e de muitos outros pontos do mundo). Se mantém o casamento, hoje, é por hábito, não por contentamento.

Se conseguirmos transportar esta história real para Portugal, conseguiremos entender bastante do que se passa com a SIC e a TVI e como se deu a transferência de público do canal tradicional das novelas portuguesas para o "novato" que, de um dia para o outro, descobriu a bola de cristal, e cresceu na ficção como nunca antes acontecera. Como e a que custo? Isso eu explico na próxima crónica...

Mais notícias de No meu Sofá

Quem é do mar regressa sempre ao mar

Quem é do mar regressa sempre ao mar

Do Pedro prefiro guardar o seu sorriso tão doce e tão despojado. Prefiro lembrar o seu trabalho dedicado a cada personagem, o seu tom sempre elegante e de cavalheiro, o seu amor pelo mar. É lá que ele se sentia livre. E é lá que viverá para sempre.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;