Margarida Rebelo Pinto
Margarida Rebelo Pinto Pessoas Como Nós

Notícia

Bambi e eu

Não é difícil ser mais rápido do que uma seta, o que é difícil é ser mais rápido do que um raio.
11 de janeiro de 2019 às 08:00
...
Bambi e eu

Bambi, Bugs Bunny, apenas Bunny ou Perna-Longa, eis os nomes que o Pedro deu à Marta desde o dia em que se conheceram. É verdade que a Marta possui um par de pernas tão comprido e elegante que podia estar no seguro. Há muitas modelos que têm o corpo no seguro e pergunto-me se existe alguma forma de também pôr a alma ou o coração a salvo, mas estou em crer que não. Mais tarde ou mais cedo, sempre mais cedo do que tarde, o Cupido avança certeiro e letal e espeta a sua primeira seta na carne desprevenida. A carne pode ser dentro ou fora do coração. Décadas mais tarde, depois de algumas batalhas sangrentas, o corpo e o coração aprenderão a esquivar-se de setas menos firmes, adivinhando-lhes a fraqueza. Não é difícil ser mais rápido do que uma seta, o que é difícil é ser mais rápido do que um raio.

Bambi é alegre como um bando de andorinhas em delírio primaveril, esperta e astuta como uma raposa, inteligente como uma águia e no entanto, possui um coração de Golden Retriever. Não conheço amiga mais fiel e dedicada ao seu amigo, nem opositora mais feroz e temível a qualquer criatura que trate mal aqueles a quem Bambi quer bem. Já a vi a virar a cara a pessoas com quem tive chatices. Eu resolvi as chatices mas a minha amiga diz-me  sempre, "tens essa memoria de peixe, mas eu não, eu nunca esqueço quem fez mal, porque pode sempre voltar a fazer".

Foi o Pedro quem nos juntou num fim-de-semana de Verão. Fomos convidadas para a sua casa de praia onde ele exibe com grande gosto a até alguma contenção a maior coleção privada de cadeiras de design que já vi sem ser num museu ou numa exposição. Entre elas está a minha preferida de sempre, a Bubble, uma esfera de acrílico transparente com a frente cortada num ângulo aproximado de 45 graus, pendurada por uma corrente.

A Bubble é ao mesmo tempo uma cadeira de baloiço e uma cápsula ideal para temperamentos mais recatados, que é o meu caso. Na verdade, nunca percebi porque é que o Pedro cultivou a nossa amizade, não tenho as pernas da Bambi nem a sua alegria de viver. Penso que talvez esteja relacionado com o meu conhecimento alargado de jazz. Somos ambos apaixonados por standarts americanos e sabemos reconhecer aos primeiros acordes não só a melodia como quem a interpreta. Acresce que sou cantora profissional, com uma carreira discreta, podia ter seguido um trilho a solo, mas preferi dar aulas de voz e fazer back vocals aqui e ali, porque as luzes da ribalta não foram desenhadas para a minha personalidade introvertida. Daí a tal predileção pela cadeira com nome de bolha, onde gosto de passar horas aninhada na grande sala de casa do Pedro, observando tudo o que me rodeia.

Bambi e Pedro nunca namoraram, embora quem os veja a jantar num restaurante da moda seja facilmente levado a pensar que existe entre os dois uma relação amorosa. Estão muitas vezes de mãos dadas e ele agarra-a pela cintura fina sempre que pode. Bambi deixa-se ir porque é dengosa, mas nunca lhe deu oportunidade dele poder roubar-lhe um beijo, e todos sabemos que sem um bom beijo nada começa. Isto acontece já há muitos anos, talvez há vinte.

Não me lembro ao certo do ano daquele Verão que nos juntou, sei apenas que esse foi o primeiro de muitos Verões na companhia de Bambi a viajar pelo mundo e a divertir-me ao observar o efeito mágico que os seus membros inferiores causam no universo masculino. Foi também graças à minha amiga que comecei a ir ao ginásio, a usar roupas mais sexy e a deixar crescer o cabelo. Quando finalmente troquei os óculos por lentes de contacto, a minha vida mudou e percebi que afinal era uma mulher tão apetecível quanto ela, só precisava daquele empurrão providencial.

Passaram vinte anos e continuamos grande amigas, faça frio ou calor, seja Verão ou Inverno. Já estamos naquela fase de repetir restaurantes, casos e destinos de férias, porque o mundo raramente nos surpreende. No nosso último jantar a três, a propósito do caso em que anda o mundo dar relações amororsas, Bambi disse:

- Sabes querida, estamos solteiras porque os homens não gostam de furacões. Eu sempre fui muito voluntariosa e independente e tu tornaste-te nesse mulherão. Sem quereremos, intimidamos os homens em geral.

O Pedro intercedeu em favor da sua classe:

- Isso é para os mais fracos, porque eu, pelo contrário, admiro que sejam assim e se pudesse namorava com uma de vocês. Ou com as duas.

Bambi e eu trocámos um olhar enternecido. Se ao menos pudéssemos escolher por quem nos apaixonamos, mas ela tem tendência para senhores casados e eu para rapazes malucos. São padrões, como os standarts americanos, por mais covers que se façam , a música e a letra não mudam.

Nessa noite dormi em casa dela com um pijama emprestado. No dia seguinte bebemos um café forte um sumo de laranja e comemos pão alemão com manteiga e mel.  O que seria do mundo sem as grandes amizades é uma pergunta que me faço todos os dias. Já não consigo imaginar o meu sem a Bambi, a sua visão sábia da vida, as suas pernas gigantes e o coração ainda maior.

Mais notícias de Pessoas Como Nós

Hoje já é outro dia

Hoje já é outro dia

Às vezes basta uma frase fora de contexto, uma palavra empregue em tom inadequado e puf! lá se vai a magia toda.
Olhos de camaleão

Olhos de camaleão

Talvez não disséssemos nada. É o mais certo. Faríamos perguntas triviais, como se o quotidiano fosse realmente importante e vencesse tudo.
Pirata do Tejo

Pirata do Tejo

Ninguém muda ninguém. As pessoas só mudam quando querem e quase nunca querem.
À nossa maneira

À nossa maneira

O Rui era uma peste, mas naqueles meses de sonho e de esperança fomos felizes à nossa maneira.
A desordem natural

A desordem natural

Há uma nova ordem natural das coisas, ou talvez devesse chamar-lhe desordem.
Enquanto a primavera não chega

Enquanto a primavera não chega

"Uma senhora nunca desce do salto", dizia a minha tia Dinora, impassível perante as repetidas manobras de charme do meu tio Luís.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!