'
Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal!

Notícia

Catarina Furtado arrasa gente com dinheiro e egocêntrica

"Os racismos, as violências, as discriminações, as indiferenças, têm por base a ignorância, uma arrogância moral com sustento no medo. Fiz reportagens no Bangladeche, no Líbano, na Grécia, no Uganda e na Colômbia".
21 de junho de 2020 às 11:54
...

"Tenho conhecido pessoas com dinheiro e sucesso e um gigante vazio interior, uma insatisfação baseada na ambição e na necessidade de regar um umbigo, já muito entupido… É uma opção: querer ou não saber. Os racismos, as violências, as discriminações, as indiferenças, têm por base a ignorância, uma arrogância moral com sustento no medo. Fiz reportagens no Bangladeche, no Líbano, na Grécia, no Uganda e na Colômbia. Ouvi histórias de coragem, sofrimento e esperança. Refugiados obrigados a fugir à morte!"

As palavras são de Catarina Furtado, foram escritas na TV Guia há duas semanas, e vêm a propósito de mais uma nova temporada do seu programa Príncipes do Nada, na RTP1, ela que é embaixadora da ONU há 20 anos. "Chorei e ri ao seu lado e prometi fazer chegar a vós os seus apelos! Não estamos a falar de terroristas! Vi pais num pranto, impotentes; ratazanas a morderem as crianças nas tendas indignas onde dormem; lamentos de profunda desilusão pela constatação de que afinal a Europa humanista é uma utopia. Mas também vi solidariedade entre eles e esperança."

Conheço Catarina há 17 anos, quando trocou a SIC pela RTP para liderar a Operação Triunfo. Em 2009, por exemplo, estivemos juntos em Cabo Verde, em mais uma missão humanitária, transmitida depois pela estação pública. Em Santiago, a apresentadora mostrou as carências, da saúde ao ensino, daquele povo irmão. Com a sua influência e credibilidade, ajudou a angariar milhares de euros para a construção de maternidades na ilha. Salvou vidas.

 Vejo-a novamente no terreno, a lutar por uma sociedade mais justa e solidária, e é ali que gosto de a ver. Também gosto de a ver no The Voice, sensual, com um vestido justo a realçar as suas curvas e um decote provocador, com os lábios pintados de vermelho, mas insisto: é ali, no terreno, que faz a diferença. Olhos nos olhos com as pessoas, a tocar-nos no coração. Outros famosos da TV preferem o individualismo, a ostentação, a vaidade, o egocentrismo. Estão no seu direito. Mas por isso é que Catarina só há uma: gira que dói - lembras-te, Ivo? - e com uma notável vontade de mudar o mundo. 

Mais notícias de O Tal Canal

O futuro da TVI (também) passa pela união

O futuro da TVI (também) passa pela união

Cristina Ferreira anunciou uma série de novidades da estação para 2021 e acredita que é com elas que vai roubar a liderança das audiências à SIC. Para já, em Paço de Arcos não há uma reação. É natural, porque todos os cuidados são poucos… Afinal, um erro pode deitar tudo a perder.
Cristina Ferreira esticou-se e perdeu

Cristina Ferreira esticou-se e perdeu

Regressou à TVI, inventou um programa só para si, uma vez por semana, sem dia certo, gastou 300 mil euros e agora ‘Dia de Cristina’ chega ao fim em dezembro, após três meses de vida. Uma derrota em toda a linha para a apresentadora, diretora e acionista da estação.
A traição de Maria Cerqueira Gomes

A traição de Maria Cerqueira Gomes

A apresentadora fez um balanço da sua experiência em ‘Você na TV!’ e veio agora dizer que Manuel Luís Goucha nem sempre a ajudou, principalmente quando o colega estava "sem rumo" e "atiçado". Tudo escarrapachado na revista de Cristina Ferreira, diretora e acionista da TVI. Incrível!
Mais pancada em Teresa Guilherme

Mais pancada em Teresa Guilherme

Apresentadora do ‘Big Brother’ volta a ser atacada, e dentro da própria casa: a TVI. Até quando irá ficar em silêncio? Ou até quando irá fingir que está tudo bem?
O "eu" perde sempre

O "eu" perde sempre

Quando me perguntam como é que vai acabar esta guerra, eu respondo: “Se nada mudar na TVI, acaba com a equipa do ‘nós’ a vencer". Ou seja, a SIC.
Cristina Ferreira cedeu a Cláudio Ramos

Cristina Ferreira cedeu a Cláudio Ramos

A diretora da TVI defendia que o apresentador não tinha cabedal para o ‘Big Brother’ e trocou-o por Teresa Guilherme. Agora, com as audiências abaixo do esperado, decidiu juntar os dois. É a sua primeira derrota.

Mais Lidas

+ Lidas