Paulo Abreu
Paulo Abreu O tal canal

Notícia

Brincar com o fogo

Como é possível, nesta altura do campeonato, a TVI não ter garantido já Ljubomir Stanisic para uma segunda temporada de Pesadelo na Cozinha?
03 de junho de 2017 às 08:00

Estamos numa fase da vida das televisões em que os programadores não revelam uma ideia, um rasgo de criatividade sequer. Falta-lhes também ousadia e intuição. Dinheiro? Ui, essa conversa serviu para justificar muita asneira no passado recente, não agora. E, por isso, o que nos espera no Verão, com o fim de Got Talent e Danças do Mundo, dois formatos da RTP1 que aqui elogiei, não augura nada de bom. Mas, voltando à falta de visão dos responsáveis, centro-me apenas em Pesadelo na Cozinha, da TVI, que termina no domingo, dia 4. Como é possível, nesta altura do campeonato, o director-geral da estação de Queluz de Baixo, Bruno Santos, não ter garantido já Ljubomir Stanisic para uma segunda temporada?

Explico melhor: Bruno Santos já assumiu publicamente que tudo irá fazer para convencer o chef jugoslavo, o único responsável pelo sucesso de Pesadelo da Cozinha – fruto da sua personalidade, autenticidade, capacidade de liderança, trabalho e paixão –, a continuar na TVI, nem que seja em 2018, tanto é o desespero. Pergunto eu, de novo: agora, caro director-geral? Esse trabalho, que exige organização e a tal intuição de que falava, deveria ter sido feito logo no início. Isto é, no momento em que todos se sentaram à mesa, em 2016, para partir pedra e assinarem o acordo, não era uma temporada que deveria estar no contrato, mas, sim, duas… ou até três. Ou ninguém acreditava no sucesso do formato e preferiu-se jogar à defesa com aquela célebre frase "depois logo se vê…"?

Agora, criado o "monstro" Ljubomir Stanisic, a TVI já está a perder em várias frentes: a primeira tem que ver com o facto de ainda não ter garantido mais Pesadelo na Cozinha; a segunda diz respeito à fortuna que vai ter de lhe dar, porque a sua cotação entretanto disparou e é, hoje, mil vezes superior; e, por fim, arrisca-se a que uma SIC qualquer acorde para a vida e, num golpe de asa, roube o chef jugoslavo. Eu não brincava com o fogo, muito menos proferia respostas como esta, que Bruno Santos deu sobre o que a estação de Queluz de Baixo vai fazer após o formato de entretenimento, líder de audiências em Portugal, terminar no domingo, dia 4. "Vamos estar a ressacar." Enfim.

* O autor desta crónica escreve de acordo com a antiga ortografia.

Mais notícias de O Tal Canal

Os murros de José Alberto Carvalho

Os murros de José Alberto Carvalho

Morreu-lhe uma tia, de 93 anos, e não pôde despedir-se dela. Era a sua segunda mãe. O jornalista da TVI partilhou os seus sentimentos em direto, no Jornal das 8, e deu-nos uma lição. A chorar por dentro, mas de pé. Como as árvores.
Venceremos!

Venceremos!

A TVI copiou a ‘Terra Brava’? E a SIC copiou quem? O que interessa é que ‘Quer o Destino’ é uma boa novela. Quando o balão de Bárbara Guimarães começa a esvaziar e Cristina Ferreira se fechou em casa, Jorge Gabriel ou Tânia Ribas de Oliveira assumem uma missão. Parabéns!
Cláudio Ramos arrasa SIC

Cláudio Ramos arrasa SIC

Depois de dizer que tem “a certeza” de que um dos melhores momentos da vida de Cristina Ferreira foi trabalhar consigo, o apresentador revelou que não foi valorizado na estação de Paço de Arcos. A guerra começou.
O “preguiçoso” RAP no novo ataque de Sousa Tavares

O “preguiçoso” RAP no novo ataque de Sousa Tavares

Miguel Sousa Tavares voltou a atacar Ricardo Araújo Pereira, que se mudou para a SIC a troco de 15 mil euros/mês. Líder de audiências com o seu humor na estação de Paço de Arcos, lá veio Herman José à baila…
O que vale Bárbara Guimarães?

O que vale Bárbara Guimarães?

Apresentadora vai regressar à SIC no dia 8 de março, e esta será sempre uma boa notícia, apesar de o seu último sucesso na TV ter sido já no longínquo ano de 1998.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Saber mais sobre

Mais Lidas

+ Lidas

;