Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

Globos pariram um rato

A cerimónia foi líder de audiências e isso chega para a SIC. Mas quando, no dia seguinte, só se fala dos cinco vestidos de Cristina Ferreira e de Bárbara Guimarães, algo vai mal na televisão portuguesa.
05 de outubro de 2019 às 07:00
...
Globos pariram um rato
Foto: Liliana Pereira
1. Facto inquestionável: a gala dos Globos de Ouro, transmitida pela SIC no domingo, foi líder de audiências, com 1 milhão e 364 mil espectadores, "o que já não acontecia de uma forma tão avassaladora desde 2011", como enaltece orgulhosamente a estação de Paço de Arcos. E, portanto, tratando-se de uma estação privada, o principal objetivo foi conseguido: o resultado. Esmagou a concorrência na TVI (MasterChef, com 475 mil espectadores) e na RTP1 (I Love Portugal, com 397 mil espectadores). Posto isto, vamos ao que vi, e digo já que a montanha – perdão, a edição deste ano – pariu um rato.

O cenário majestoso no Coliseu de Lisboa, a aparição emocionante de Bárbara Guimarães, por causa do seu drama de saúde, e o discurso de Maria do Céu Guerra, talvez o único com conteúdo que nos pôs a pensar no mundo em que vivemos, não apagam a má opção técnica de pôr os nomes dos nomeados das categorias no chão do palco, tais como aqueles que morreram em 2018; não apagam a vitória de Conceição Lino na Personalidade do Jornalismo – pior do que ver premiado o seu programa E se Fosse Consigo?, que demora a ser feito entre seis meses e um ano, foi assistir à lição que quis dar aos camaradas de profissão, ela que foi (uma péssima) apresentadora de entretenimento entre 2010 e 2014; e não apagam, por exemplo, os textos sem rasgo no teleponto.

No dia seguinte aos Globos de Ouro, as conversas incidiam sobre os cinco vestidos de Cristina Ferreira e um colar que usou, no valor de 1 milhão de euros. Uns defendiam a apresentadora, outros atacavam-na, o que também já é normal, sendo a personalidade que é. A sério, a noite anterior no Coliseu resumia-se a isto, a Bárbara Guimarães e pouco mais, com a maioria das pessoas a não se lembrar dos nomes dos vencedores. E, perante isto, que festa foi esta tão diferente de todas as outras a que assistimos no passado? Ah, a data. Não fazia sentido nenhum realizar a gala no dia da final da Taça de Portugal, como tanta vez o escrevi. 

2. O que fez a RTP, que tem os direitos dos Mundiais de Atletismo, no Catar, no sábado à noite? Não emitiu em direto a conquista histórica de João Vieira (medalha de prata) nos 50 quilómetros marcha. É essa a sua estação pública, caro Gonçalo Reis?

Mais notícias de O Tal Canal

Rita Pereira vai à guerra com a SIC

Rita Pereira vai à guerra com a SIC

A ficção pode bem vir a ajudar a decidir quem vai ganhar as audiências em 2020. A estação de Paço de Arcos está muito na frente, mas a de Queluz de Baixo tem gente com talento para inverter a situação.
A última paixão de Ljubomir Stanisic

A última paixão de Ljubomir Stanisic

O chef jugoslavo vale ouro e a TVI tem de o saber mimar como uma estrela para continuar a tê-lo em Quleuz de Baixo. É que ele vale 24 vitórias durante o ano… no dia mais importante da televisão.
Mais porrada na TV

Mais porrada na TV

Cristina Ferreira ou Daniel Oliveira? Pois é... A trabalharem juntos há um ano, nem tudo corre de feição na SIC. 2020 promete muito.
Manuel Luís Goucha ataca a SIC

Manuel Luís Goucha ataca a SIC

Depois de Fátima Lopes e Ljubomir Stanisic provarem que é possível vencer na TVI, o apresentador de ‘Você na TV!’ tem tudo para mostrar que está vivo e que pode fazer frente a Cristina Ferreira.
As miúdas de Daniel Oliveira

As miúdas de Daniel Oliveira

Carolina Loureiro foi escolhida pelo diretor da SIC para protagonista de ‘Nazaré’ por ter também milhares de seguidores no Instagram. E Cristina Ferreira recebeu um presente envenenado com a entrevista a Ângelo Rodrigues. Bem-vindos a 2020.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!