Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

O desastre de Felipa Garnel

Os resultados do primeiro mês da nova diretora de Programas da TVI são dramáticos. Agosto pode atirar a estação para o último lugar.
24 de agosto de 2019 às 08:00
...
O desastre de Felipa Garnel

A TVI perdeu Cristina Ferreira, numa jogada de mestre de Francisco Pedro Balsemão. A TVI, que não lhe dava a justa relevância na estrutura, desvalorizou a sua saída, convencidíssima do alto da sua arrogância de que continuaria a ganhar. Não aconteceu, como sabemos. A apresentadora estreou-se na SIC em 7 de janeiro e, a partir daí, foi sempre a somar vitórias para a estação de Paço de Arcos. Líder de audiências durante mais de uma década, a TVI perdeu fevereiro, março, abril, maio, junho, julho e, mesmo não tendo eu uma bola de cristal nas mãos para prever o que resta de 2019, perderá agosto, setembro, outubro, novembro e dezembro – e, claro, perderá o ano.

Entretanto, os espanhóis da Prisa decidiram operar uma revolução na Media Capital, que detém a TVI. Mudou a administração, com Rosa Cullell a dar o seu lugar a Luís Cabral, e a direção de programas, afastando Bruno Santos e apostando em Felipa Garnel, que sobe a bordo deste ‘Titanic’… a meter água por todos os lados. A ex-diretora da Lux entrou oficialmente em Queluz de Baixo em 5 de agosto, e o balanço é péssimo: com uma média mensal de 12,9% (a pior do século), arrisca-se a perder o 2º lugar para a RTP1, que está com 12,7%. Parece anedótico, mas é verdade. Na sua estreia em Queluz de Baixo, está cada vez mais longe da SIC e pode cair para o 3º lugar, o que não acontece há mais de 20 anos.

De descalabro em descalabro, assim vai a TVI. No último sábado, registou o seu pior share diário do ano: apenas 10%. No domingo, chegou – imagine-se – a ter um pico abaixo da TVI24. A TVI perde em todos os horários para a SIC (com 17,6% em agosto) e perde em vários períodos para a RTP1. Felipa Garnel faz bem em querer contratar Fernando Mendes à estação pública, mas isso é muito pouco para quem quer voltar a ser líder. Falta-lhe estratégia. Até porque depois vemos a sua grelha e apanhamos com José Castelo Branco ou uma série policial de 2010 em horário nobre.

Quem tem José Alberto Carvalho, Judite Sousa, Manuel Luís Goucha, Fátima Lopes, Alexandra Lencastre, Diogo Infante e Fernanda Serrano, entre outras referências, não pode andar a fazer estes resultados. E Felipa Garnel, que prometeu (para melhor) uma nova TVI no Algarve, arrisca-se a ficar ligada ao pior momento da história da estação.

Mais notícias de O Tal Canal

Acabou em amor

Acabou em amor

‘Terra Brava’ tem tudo, desde Mariza a João Catarré e Mariana Monteiro, passando por Carlos do Carmo e o Alqueva, até aos cavalos e a pequena vila. E não é de estranhar por isso que seja já líder de audiências em Portugal. Estou apaixonado pela nova novela da SIC.
A vergonha do 'The Voice'

A vergonha do 'The Voice'

A nova temporada do concurso da RTP1, um grande formato de entretenimento de televisão, volta a ser dominada pelas canções em inglês. A estação pública tem a obrigação de promover e difundir a língua de Camões.
Coitada da Olívia Ortiz

Coitada da Olívia Ortiz

Na prateleira da TVI, a apresentadora decidiu ir ao programa de Cristina Ferreira, na SIC. Não ganhou nada em Paço de Arcos, perdeu tudo em Queluz de Baixo. Pedro Teixeira e Lourenço Ortigão bem podiam dar-lhe uma lição… num País onde Marcelo já quer saber como estão os seus índices de popularidade.
O circo está montado

O circo está montado

Além do ‘The Voice’, que promove mais a música estrangeira do que a portuguesa, temos de novo ‘Casados à Primeira Vista’. Catarina Furtado e Diana Chaves têm a palavra.
Globos pariram um rato

Globos pariram um rato

A cerimónia foi líder de audiências e isso chega para a SIC. Mas quando, no dia seguinte, só se fala dos cinco vestidos de Cristina Ferreira e de Bárbara Guimarães, algo vai mal na televisão portuguesa.
Há dinheiro na RTP

Há dinheiro na RTP

Depois de 'Sul', a estação pública anunciou a estreia de mais séries, concursos e documentários nas próximas semanas. Quantidade não falta. E qualidade, como exige Miguel Guilherme, há?

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
ciao ciao 29.08.2019

estw tipo nao escreve coisa com coisa, mais um claudio ramos disfarcado

Anónimo 25.08.2019

Pelos vistos vai continuar com os concurso apanha-me se puderes e dança com as estrelas, protagonizados pela Rita Pereira e companhia que são um verdadeiro desastre. Contrate atores e apresentadores com talento e deixe-se de pseudo vedetas.

Anónimo 25.08.2019

os 4 canais são lixo. deviam desaparecer.já chega de porcaria!

Anónimo 25.08.2019

As pessoas finalmente fartaram-se do lixo que a TVI tem vindo a produzir ao longo de muitos anos; agora querem lixo novo....o da SIC pelos vistos.

"Podes enganar as pessoas durante muito tempo mas, não as podes enganar para sempre".

ver mais comentários