Paulo Abreu
Paulo Abreu O Tal Canal

Notícia

TVI em chamas

O Programa de Fernanda Serrano antes do 'Jornal das 8' não lembra a ninguém. E as audiências são implacáveis – perdão, os portugueses. A primeira aposta de Felipa Garnel é um fracasso.
14 de setembro de 2019 às 07:00
...
TVI em chamas
Foto: Cofina Media
1. A primeira grande aposta de Felipa Garnel como diretora de programas da TVI revela-se um verdadeiro desastre de audiências. O Resto é Conversa, apresentado por Fernanda Serrano e estreado a 2 de setembro, era uma das grandes esperanças dos novos responsáveis da estação de Queluz de Baixo para se aproximarem da concorrência, mas a verdade é que o fosso é cada vez maior para a RTP1 e para a SIC, neste caso concreto: no horário de segunda a sexta-feira, entre as 19h00 e as 20h00.

Na primeira semana, segundo os dados da GfK, O Resto é Conversa conquistou uma média de 263 956 espectadores, menor do que o formato antecessor, o reality show First Dates, apresentado pela dupla Fátima Lopes/Ruben Rua. Já O Preço Certo, de Fernando Mendes, somou 623 900 espectadores e o Prémio de Sonho, de Cristina Ferreira, 546 500. Como é possível a TVI, líder de audiências durante mais de uma década até janeiro último, ter chegado a este ponto? Obviamente, Felipa Garnel é a menos culpada desta desgraça em Queluz de Baixo, mas este formato que entregou a Fernanda Serrano, Helena Sacadura Cabral, Sílvia Rizzo, Carlos Moura e um convidado diário não lembra a ninguém.

E se a estratégia da diretora de programas da TVI for mesmo aquela de que tanto se tem falado nos últimos dias, que passa por tirar Manuel Luís Goucha das manhãs e transferi-lo, por exemplo, para as tardes, onde está Fátima Lopes, tenho sérias dúvidas de que a vida de Felipa Garnel em Queluz de Baixo lhe vá correr bem. Ainda por cima numa casa em chamas, onde muitos decidiram dar trunfos à SIC.

2. A SIC chamou a imprensa na segunda-feira para anunciar uma série de novidades para a rentrée. Além da novela Nazaré, que para já é um grande sucesso (adoro o nome), vai haver mais João Manzarra no entretenimento, mais Casados à Primeira Vista, mais Vidas Suspensas e mais uma trama, Terra Brava. Sem datas oficiais de nada – é tudo para breve – , é bom que a estação de Paço de Arcos vá saboreando esta liderança de audiências… perante uma RTP1 e uma TVI que poucas cócegas fazem.

Mais notícias de O Tal Canal

Bruno Nogueira na TVI

Bruno Nogueira na TVI

O protagonista de ‘E Como É Que O Bicho Mexe?’ prendeu no último live, no Instagram, 170 mil pessoas, incluindo Cristiano Ronaldo e Bruno Fernandes. Seria uma grande contratação da estação de Queluz de Baixo para fazer frente a Ricardo Araújo Pereira, na SIC, mas será que o dinheiro e a estabilidade só chegam para ir buscar Marco Horácio?
O dia mau de Rodrigo Guedes de Carvalho

O dia mau de Rodrigo Guedes de Carvalho

O que sobrou de útil da entrevista do jornalista da SIC à ministra da Saúde, Marta Temido, na SIC? Muito pouco, comparado com o ruído criado – e as centenas de insultos. E quando assim é, alguém fez mal o seu trabalho.
A dívida de Andreia Rodrigues a Ricardo Araújo Pereira

A dívida de Andreia Rodrigues a Ricardo Araújo Pereira

Na guerra dos reality shows, a SIC levou a melhor sobre a TVI no primeiro duelo. Como se esperava, aliás. Afinal, o humorista deu 1 milhão e 900 mil espetadores ao ‘Agricultor’… e José Alberto Carvalho 1 milhão e 163 mil a Cláudio Ramos. As contas são estas, neste momento, com o ‘Big Brother’ a ter tudo para crescer na próxima semana.
Andreia Rodrigues com herança de 1 milhão e meio

Andreia Rodrigues com herança de 1 milhão e meio

Domingo à noite, há mais um duelo entre SIC e TVI. Este é o maior de todos, aquele que opõe o ‘Agricultor’ ao ‘Big Brother’. A mulher do diretor Daniel Oliveira parte bem à frente de Cláudio Ramos.
O ‘Big Brother’ e os idiotas

O ‘Big Brother’ e os idiotas

A SIC esperou pelo reality show da TVI para apostar no ‘Agricultor’. Para quem está confortável na liderança das audiências, é muito curioso. A estação de Queluz de Baixo dá sinais de coragem ao mercado e aos espectadores.
Rodrigo Guedes de Carvalho também chora

Rodrigo Guedes de Carvalho também chora

O jornalista da SIC está a destacar-se neste período dramático da pandemia Covid-19. Não por egocentrismo ou vaidade. Mas por responsabilidade. Faz bem, tal como confessar que se emociona em casa. Já Marco Horácio deixa muito a desejar.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo 14.09.2019

A Sic vai bem...mas já era hora de dispensar o João Manzarra...

;