Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do Amor

Notícia

O Amor é...

Aquilo que bem entenderes, e sobretudo o que raramente entenderás.
05 de novembro de 2018 às 18:10
...
O Amor é...

[preenche os espaços em branco, lê o poema pela ordem que bem entenderes: baralha os versos e descobre(-te). Que poema serás tu?] 

Quando a vida te doer

Olha o que aperta e sorri

Pensa em quem amas com força

Quando o sonho se perder

Há sempre um sonho para querer

Há sempre um beijo para mudar

Quando a mágoa apertar

Nada se pode sem a lágrima

Os passos são uma esperança

Só quem não ama é indiferente

A sobrevivência mata

Que não fujas nunca do que temes

Que nunca o peso dos dias te faça _________

Que não desistas pelo medo

Que nada te pare o abraço

Porque o feliz é o que tenta

O pobre é o que abdica

O pobre é o que mente

Nunca quem não ama foi gente

Quando a vida te doer

Lembra-te do que te faz viver

Agarra-te a ti e a quem puder

Quando a vida te doer

És ________________ para sempre. 

Ripostar: v. O mesmo que amar. Quem ama tem sempre maneira de sobreviver — porque só quem ama continua; os outros apenas vão continuando.     

Mais notícias de Dicionário do Amor

O amor é...

O amor é...

Continuar apaixonado, todos os dias, pela vontade de te apaixonares.
O Amor é...

O Amor é...

Aquilo que bem entenderes, e sobretudo o que raramente entenderás.
O Amor é...

O Amor é...

Aquilo que tem de ser, mesmo que por vezes não possa nem deva ser.
Repulsa

Repulsa

Repulsa: s.f. Aquilo que só os desamados conseguem sentir; só quem consegue sentir repulsa merece a minha repulsa.
Renitência

Renitência

Renitência: s.f. Constructo psicológico próprio dos humanos; quem nunca tremeu nunca viveu.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!