Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do Amor

Notícia

O amor é...

... sempre a primeira vez.
21 de janeiro de 2019 às 18:25
...
O amor é...

Havia uma mulher que abria as pernas como se abre a porta do escritório,

que pobreza,

àquela hora, à hora marcada, no dia marcado, na posição de sempre, com o homem de sempre,

as mesmas palavras, as mesmas sensações,

tão boas mas tão as mesmas,

o amor pode ser tão bom mas não pode ser tão o mesmo, sempre tão o mesmo,

amar como se fosse aspirar a casa, ou lavar a loiça,

amar quando passa a ser obrigação é obrigatoriamente uma merda,

e deixa de ser amar,

a mulher um dia decidiu que ia ser diferente,

tentou uma roupa interior nova, uma abordagem nova, algumas palavras novas até,

atirou-se inteira para o marido,

ou nos atiramos inteiros para o amor ou estamos a atirar-nos inteiros para um precipício,

o amor é no limite um abismo que nos salva do precipício,

e é ao mesmo tempo o precipício sem retorno,

nunca se volta do amor,

pelo menos com vida, com a vida que interessa viver,

mas a mulher fez aquilo ao homem, o homem gostou, foi diferente aquela noite, as pernas abriram, a vida abriu, só porque alguém se lembrou de fazer diferente, de fazer novo, de tentar outra vez a primeira vez,

o amor é sempre como se fosse a primeira vez, mas melhor do que ser como a primeira vez é mesmo ser a primeira vez,

amaram-se o tempo suficiente para ser inesquecível,

o que quer dizer que se amaram para sempre, digamos desde já para economizar palavras,

como ela, que agora aprendeu a economizar em tudo,

mas não em gemidos,

eu que sou o vizinho de baixo que o diga,

que não se dorme neste prédio há uns dias,

chiça.  


Sadio: adj. Ir com tudo mesmo que com medo de perder tudo; ninguém que arriscou a felicidade deixou de ter pelo menos uns momentos de felicidade.

Mais notícias de Dicionário do Amor

O amor é...

O amor é...

...aquilo que quando é inconfessável vale todas as confissões do mundo.
O amor é...

O amor é...

...aquilo que só é vergonhoso se não te fizer perder a vergonha.
O amor é...

O amor é...

...o jogo em que nunca sais a ganhar, porque se sais é porque já o perdeste.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!