Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do Amor

Notícia

O amor é...

...a única maneira de realmente teres algo na vida.
06 de agosto de 2019 às 07:00
...
O amor é...

"Que trágico": já vos falei uma vez da Luísa. Falo-vos outra vez, porque a Luísa é muito mais do que um texto. A Luísa é uma enciclopédia. Uma Bíblia. Um Manual inteiro. Uma cadeira da faculdade. Uma licenciatura.

"Que trágico", diz ela, quando alguém da sua idade (dez anos, mais coisa menos coisa) lhe conta uma história mais complexa e alegadamente séria. Di-lo num tom que nenhuma criança de dez anos costuma usar: uma mistura de ironia com pena. Como se tivesse pena de quem o disse. E tem.

Talvez a Luísa tenha pena de que não vê o mundo como ela o vê. Com toda a razão, diga-se.

Para que não cometam esse erro, eis as três regras de ouro da Luísa (aproveitem bem estas máximas: são mesmo o máximo, porque a Luísa, não sei se já vos disse, é o máximo): 

Regra Número Um: Se não te apetece falar com alguém, não fales.

Sofro muito com esta: a Luísa muitas vezes não quer trocar palavras comigo. E não troca. Eu tento tudo. E nada. E ela fica na dela. A ser Luísa.

Regra Número Dois: Não troques a tua felicidade pela felicidade dos outros.

A Luísa sabe o que quer. E faz por fazer o que quer. Se porventura o que a faz feliz não for o que faz feliz outra pessoa, ela vai insistir em fazer o que a faz feliz. Porque é para isso que aqui estamos: para sermos felizes. A Luísa sabe disso. E faz isso. E é isso. A ser Luísa. 

Regra Número Três: Nunca abdiques de tempo de qualidade junto de quem amas.

A Luísa ama a mãe. Ama o pai. Ama os avós. Ama o primo. E os tios. E uma amiga ou outra. E quando pode estar com algum deles é isso o que faz. É isso o que escolhe. A Luísa escolhe sempre estar com quem ama. Com quem a ama. Com quem sabe que a faz feliz. Viver é isso. Viver é ser Luísa. 

E é assim esta menina. Um dia, já o disse, vou conseguir ser como ela. Até lá, vou fazer como ela me ensina: vou ser eu. "Que trágico."

Ter: v. Aquilo que não acontece a quem tem, mas sim a quem ama. Só é nosso o que amamos.

Mais notícias de Dicionário do Amor

O amor é...

O amor é...

...a única maneira de realmente teres algo na vida.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!