Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do Amor

Notícia

O amor é...

...a única certeza de que existimos.
27 de agosto de 2019 às 13:28
...
O amor é...
— Sou o que me permito ser, por mais que não faça apenas aquilo que quero fazer.
— Somos o que pensamos?
— Somos o que pensamos sentir.
— Somos então o que sentimos.
— Não.
— ...
— Somos o que fica do que sentimos. O que sobra do encontro do que passa por nós com o que somos nós.
— Somos o resto de nós.
— Isso: somos o resto de nós. Somos inteiramente nós quando deixamos que o que fica em nós seja precisamente o que nós somos.
— Os sonhadores.
— Não existem sonhadores. Existem pessoas. E as pessoas sonham. Quem sonha não é sonhador; é uma pessoa. Quem não sonha é o contrário de si mesmo. Quem abdica de sonhar abdica de ser.
— Às vezes rastejar é preciso.
— Rastejar é um acontecimento mental. Quem pensa pela sua cabeça e rasteja por causa disso não está a rastejar; está a voar junto ao chão.
— E o que fazemos quando não podemos concordar os nossos actos com os nossos pensamentos?
— Somos prisioneiros. Estamos presos naquilo que não conseguimos deixar de ser e que anda assim não conseguimos ser.
— Somos não-pessoas.
— Somos pessoas. Mas presas.
— O que é uma não-pessoa?
— Uma não-pessoa é só aquela que nada deseja. O desejo é o que nos permite ter a certeza de que estamos vivos: de que existimos.
— Se desejo, sou.
— Se desejas, queres ser. É sempre esse o primeiro passo. Querer. Tudo o que interessa começa porque se quer.
— Às vezes é sem querer.
— E no entanto queremo-lo como loucos. A partir do instante em que passamos a querer, somos aquele querer, precisamos daquele querer, dependemos daquele querer. Queremos tanto que tudo o que não seja conseguir o que queremos inexiste.
— Só existe o que queremos.
— Só somos o que queremos.
— Quero-te.
— E eu a ti.

Verdade: s.f. Aquilo que tem várias faces, nenhuma delas inatacável. Se só tem um lado: é mentira.

Mais notícias de COMO F***DER UM CASAMENTO Manual Prático para Mulheres e para Homens

COMO F*DER UM CASAMENTO  18. PASSAR UM DIA SEM UM BEIJO.

COMO F*DER UM CASAMENTO 18. PASSAR UM DIA SEM UM BEIJO.

Saíste. E nem um beijo. Simplesmente foste. Tinhas certamente muito em que pensar, a empresa, as preocupações, as contas para pagar, os desafios que te esperam, mas foste sem um beijo. Deixaste um até logo distante, que quando foi falado já não estava aqui.
COMO F*DER UM CASAMENTO 14. CEDER À PREGUIÇA

COMO F*DER UM CASAMENTO 14. CEDER À PREGUIÇA

CARTA AO PREGUIÇOSO ARREPENDIDO: Meu grandessíssimo burro, como querias tu que a paixão resistisse, que a nossa vida, tal qual a sonhámos resistisse, se simplesmente te deixaste cair na preguiça? Como?
COMO F*DER UM CASAMENTO  15. SER RACIONAL.

COMO F*DER UM CASAMENTO 15. SER RACIONAL.

Eu sei: a culpa é minha. A culpa é minha e desta minha cabeça que não pára de pensar. Que não pára de questionar. Que não pára de querer entender tudo e mais alguma coisa.
COMO F***DER UM CASAMENTO  11. MAGOAR.

COMO F***DER UM CASAMENTO 11. MAGOAR.

Somos do tamanho do que impedimos em nós para magoar quem amamos. Em mim impeço tudo. Se sei que te pode magoar, paro. Se sei que te pode magoar, respiro, acalmo. E não faço.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;