Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas dicionário do amor

Notícia

Pedro Chagas Freitas: Lama

Lama: s.f. Lugar de onde saíram alguns dos melhores momentos da tua vida; só quem se conhece do avesso sabe encontrar o seu lado certo.
08 de maio de 2017 às 07:00
...
Pedro Chagas Freitas: Lama

(três leis universais que só um burro não respeita)

1. A única maneira de multiplicar o tempo que temos é, ironicamente, partilhá-lo com os outros. Há uma oposição clara entre a visão numérica da vida e a visão poética da vida, mesmo que ambas tenham muito em comum. Na vida o mais importante é a partilha, talvez a menos valorizada das formas de amor.

Escrevem-se livros sobre aventuras, filmes sobre heróis, peças de teatro sobre batalhas e guerras, e tão pouco é criado em redor da necessidade de dividir para multiplicar, uma antítese científica que só a experienciação – o mais antigo e irrefutável instrumento científico – comprova inexoravelmente.

Somos o que partilhamos. Alguém que conquista o mundo só o saberá saborear se tiver alguém para saborear consigo. Um vencedor necessita de vencer, sim; mas necessita, mais ainda, de quem o felicite por ter vencido. Ganhar um prémio e não ter com quem festejar é ganhar um castigo – o mais cruel dos castigos, aquele que o indivíduo perceber que, por mais que ganhe, estará sempre a perder. Só quem não tem quem o conforte quando acabou de perder é um derrotado; os outros são apenas pessoas, aquelas criaturas que ganham e perdem, que acertam e falham, mas que no meio disso tudo nunca deixam de ser pessoas.

Somos pessoas quando olhamos à volta e nos encontramos. Existe o amor para nos salvar de só nós: de apenas nós. Ninguém é feliz sozinho, o que não quer dizer que não haja pessoas sozinhas felizes – mas essas, por mais que não haja corpos à volta, sentem com outras, têm outras em si. Estar acompanhado é sentir quem somos no meio dos outros. O amor é o que evita a solidão – nem que seja o amor-próprio.

2. Os mais recordados não são os que deixam herança; são os que deixam saudade. Temos de ser fazedores incansáveis de saudade, fábricas de momentos irrepetíveis. Fazer fortuna é fazer amigos, fazer amores (e amor) ou celebrações – ou ainda, na mais perfeita das possibilidades, celebrações com amigos e amores. Andamos aqui para ver o que podemos ver, o que podemos tocar. Nasce-se para experimentar, para avistar e perceber – e para amar. Um milionário é uma pessoa que amou em doses excêntricas.

Nunca ninguém sofreu por amor a mais, só por escassez. Quando sentires escassez de amor muda de vida: é esse, na verdade, o único motivo para mudar de vida. Nunca entendi porque existe uma casa da moeda, onde se imprime dinheiro, e não existe uma casa do amor, onde se imprima amor.

Quando for grande quero ser criador de amor, criar uma casta especial de pessoas apaixonadas, que se dediquem a eliminar a força do capital sobre a humanidade. Mas, é claro, vou precisar de muito dinheiro para isso.

3. São os que mais amam que mais sentem a exiguidade do tempo, mesmo que sejam eles, também, a aproveitá-lo melhor. O tempo é o peso do que sentimos contra o peso do que vivemos. Envelhecemos quando há vida a mais para tempo a menos, ou quando há tempo a mais para vida a menos. É o desequilíbrio que nos faz viver, por mais que seja ainda ele a matar-nos mais um pouco. Uma pessoa sempre equilibrada pode viver mais tempo mas vive menos vida. A finitude é de um sarcasmo insuperável: é quando mais felizes somos que mais o tempo passa. A infelicidade é a lentidão, o dia arrastado no meio da dor. Nunca nenhum homem feliz disse que a vida era longa.

Lama: s.f. Espaço ao qual só acedem os corajosos; cair só acontece a quem ama – os outros nunca deixam de estar de joelhos.

Mais notícias de COMO F***DER UM CASAMENTO Manual Prático para Mulheres e para Homens

COMO F*DER UM CASAMENTO  18. PASSAR UM DIA SEM UM BEIJO.

COMO F*DER UM CASAMENTO 18. PASSAR UM DIA SEM UM BEIJO.

Saíste. E nem um beijo. Simplesmente foste. Tinhas certamente muito em que pensar, a empresa, as preocupações, as contas para pagar, os desafios que te esperam, mas foste sem um beijo. Deixaste um até logo distante, que quando foi falado já não estava aqui.
COMO F*DER UM CASAMENTO 14. CEDER À PREGUIÇA

COMO F*DER UM CASAMENTO 14. CEDER À PREGUIÇA

CARTA AO PREGUIÇOSO ARREPENDIDO: Meu grandessíssimo burro, como querias tu que a paixão resistisse, que a nossa vida, tal qual a sonhámos resistisse, se simplesmente te deixaste cair na preguiça? Como?
COMO F*DER UM CASAMENTO  15. SER RACIONAL.

COMO F*DER UM CASAMENTO 15. SER RACIONAL.

Eu sei: a culpa é minha. A culpa é minha e desta minha cabeça que não pára de pensar. Que não pára de questionar. Que não pára de querer entender tudo e mais alguma coisa.
COMO F***DER UM CASAMENTO  11. MAGOAR.

COMO F***DER UM CASAMENTO 11. MAGOAR.

Somos do tamanho do que impedimos em nós para magoar quem amamos. Em mim impeço tudo. Se sei que te pode magoar, paro. Se sei que te pode magoar, respiro, acalmo. E não faço.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;