Pedro Chagas Freitas
Pedro Chagas Freitas Dicionário do amor

Relógio

Relógio: s.m. Objecto inventado para calar vazios; quem não tem o que olhar olha para o relógio.

Relato

Relato: s.m. Um dos actos mais decisivos da tua vida; é da maneira como te relatas o que te acontece que se define a maneira como vais sentir o que te acontece.

Relativizar

Relativizar: v. Capacidade de entender o que realmente interessa; a tragédia e a euforia não são o que nos acontece — são o que acontece em nós quando algo nos acontece.

Rejeição

Rejeição: s.f.: Atestado de sentimento; se te dói a rejeição, então estás na sua mão.

Rei

Rei: s.m.: Aquele que ama e é amado. O mesmo que apaixonado.

Regra

Regra: s.f.: Aquilo que está entre o que deves fazer e o que tens de fazer; nunca ninguém foi feliz sempre dentro das regras — mas também nunca ninguém o foi sempre fora delas.

Refúgio

Refúgio: s.m.: Espaço de salvação; para voar é tão importante ter céu para percorrer como ter chão para pousar.

Reflexão

Reflexão: s.f.: Capacidade de sentir com pensamentos dentro; qualquer um pensa, mas só um génio, ou então uma boa pessoa, consegue reflectir.

Refazer

Refazer: v.: O mesmo que viver. Quem nunca teve de se refazer nunca soube o que era viver.

Redoma

Redoma: s.f.: Único espaço do mundo que, apesar de exíguo, é infinito. Somos do tamanho do que conseguimos suportar, e mais ainda do tamanho do que conseguimos superar.

Redenção

Redenção: s.f.: Acto de transformar em heroísmo aquilo que foi erro. Só quem ama se redime; os outros já não têm salvação possível.

Rebeldia

Rebeldia: s.f.: Capacidade de olhar para o mundo com olhos selvagens. Somos todos carneiros mas depois alguns crescem.

Newsletter

Subscrever Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável