Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por detrás da Câmara

Notícia

Audiências: Share e Rating. O que é isso?

Têm sido cada vez mais os espectadores atentos e interessados que me questionam sobre a diferença entre rating e share. A compreensão destas duas ferramentas é fundamental para melhor perceber o que está em jogo na guerra das audiências televisivas.
06 de novembro de 2019 às 14:35
...
Audiências: Share e Rating. O que é isso?

As audiências da CMTV continuam a surpreender e os últimos números referentes ao horário nobre do canal, em outubro, traduzem-se num crescimento de 11,4 % em relação ao período homólogo no horário tradicionalmente conhecido por ser o de maior consumo e investimento publicitário.

Feitas as contas, o canal do Correio da Manhã, que já é líder no cabo há 34 meses consecutivos em todos os dias do ano, registou uma média de 150 mil espectadores por dia no horário nobre. A medição e a compreensão do comportamento das audiências, numa era marcada por enorme competitividade entre canais e programas, já deixou de ser um tema que interessa apenas às direções de programas, profissionais do meio televisivo ou anunciantes.

Têm sido cada vez mais os espetadores atentos e interessados que me questionam sobre a diferença entre rating e share. A compreensão destas duas ferramentas é fundamental para melhor perceber o que está em jogo na guerra das audiências televisivas.

Sempre que ouvir falar de rating, entenda-o como o número médio de pessoas que viram um determinado programa ou canal de televisão. Se considerarmos que em Portugal existe um total de cerca de 10 milhões de espetadores, 1% de rating traduz-se, com pouca margem de erro, a 100 mil espectadores. O rating é crucial para se sentir a verdadeira dimensão em termos de audiência de um canal/programa.

Por outro lado, quando a referência é o share está perante o valor comparativo que permite aferir, em percentagem, sobre os canais e os programas que obtiveram-durante o mesmo período ou até no mesmo dia- a preferência dos espetadores em relação aos conteúdos concorrentes emitidos no mesmo período ou dia. Este valor é particularmente importante para as direções de programas, agência de meios e anunciantes porque permite concluir de forma assertiva sobre a competitividade e quota de mercado. Para se chegar ao share de um canal ou programa tem-se sempre como referência a totalidade de pessoas que estavam com o televisor ligado naquele momento ou naquele dia.

O share médio mensal da CMTV durante o mês de outubro foi de 4,4 % o equivalente a 85050 espectadores (rating) que acompanharam em permanência o canal. Números que mantém e consolidam o canal do Correio da Manhã no primeiro lugar nas audiências, à frente da SIC Notícias e TVI24.

Mais notícias de Por detrás da Câmara

Impossível baixar a guarda!

Impossível baixar a guarda!

Infelizmente basta ligar a televisão ou ler as manchetes dos principais jornais e meios de comunicação online para perceber que as festas ilegais continuam a acontecer de norte a sul do país; que os convívios multinucleares são cada vez mais encarados como autênticas festas de desconfinamento, que o sol, o calor e o mar estão a toldar os sentidos conduzindo-nos para o precipício.
Jornalismo: o "antídoto" para a desinformação

Jornalismo: o "antídoto" para a desinformação

Os jornalistas nunca pararam durante os últimos três meses. Ao lado dos portugueses dignificaram a missão e o compromisso de informá-los ao segundo sobre a Pandemia. Esta crise trouxe consigo a certeza de que a comunicação social é o pilar de qualquer democracia.
Parabéns CMTV!

Parabéns CMTV!

Sete anos depois a CMTV continua na linha da frente com as notícias que marcam a história do país e do mundo. O canal do 'Correio da Manhã' está mais próximo do que nunca dos portugueses na luta contra o Covid-19.
E agora, Ronaldo?

E agora, Ronaldo?

Cristiano Ronaldo vive talvez o maior drama desde que o pai faleceu em 2005. A mãe, confidente e melhor amiga continua internada no hospital depois de sofrer um AVC.
O poder da fé

O poder da fé

Na década de 90 Marco Paulo fintou o destino. A crença, a vontade de viver e servir uma autêntica legião de fãs agarraram-no à vida. Agora não será diferente.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;