Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por detrás das câmaras

Notícia

Errar é humano

Chegou a hora de colocar um ponto final no clima de suspeição que se vive na arbitragem em Portugal. Apitar um jogo de futebol não é de todo uma tarefa fácil e acima de tudo é tempo de aprender a viver e a respeitar quem se engana. Errar é humano.
26 de outubro de 2017 às 15:56
...
Errar é humano

Não obstante a polémica em torno do vídeo-árbitro, estou longe de mudar de opinião sobre as vantagens que o novo sistema aporta. Na ressaca de mais uma jornada marcada por alguns lances polémicos, voltam a fazer-se ouvir, com estrondo, as vozes da discórdia sobre a eficácia do vídeo-árbitro.

Como qualquer projeto em crescimento ainda apresenta algumas falhas, mas não tenho dúvidas em reconhecê-lo como um verdadeiro aliado da verdade desportiva. Portugal foi um dos 6 países escolhidos para a fase de testes do vídeo-árbitro e nessa altura, conhecedor da língua afiada e da facilidade com os adeptos e comentadores televisivos atiram as culpas para a arbitragem, não tive dúvidas sobre o caminho tortuoso que a nova tecnologia haveria de ter de passar.

As falhas irrefutáveis do vídeo-árbitro; os erros (humanos) dos árbitros não devem, não podem servir para funcionar, tal como disse esta semana Fontelas Gomes, o presidente do Conselho de Arbitragem, como "um fator de clivagem" entre os vários agentes do futebol.

Na CMTV acompanhamos semana, após semana, os jogos de Benfica, FC Porto e Sporting e sempre que estou a coordenar essas emissões fico com a clara sensação de que o futebol corre o sério risco de perder a magia que aglutina multidões, não devido às lacunas do vídeo-árbitro, que obviamente tem de ser resolvidas, mas sobretudo devido à guerra de palavras de quem deveria dar o exemplo.

Chegou a hora de colocar um ponto final no clima de suspeição que se vive na arbitragem em Portugal. Apitar um jogo de futebol não é de todo uma tarefa fácil e acima de tudo é tempo de aprender a viver e a respeitar quem se engana. Errar é humano.

Mais notícias de POR DETRÁS DA CÂMARA

Não pode valer tudo!

Não pode valer tudo!

Bastet e João Cabeleira são acusados de abandonar seis cães à fome. O alerta foi dado pelos vizinhos das figuras públicas e denunciado por Maya nas redes sociais. A ex-mulher do guitarrista dos Xutos e Pontapés aceitou explicar a situação, em direto, na CMTV mas desistiu no último segundo.
Meghan Markle: vítima ou vilã?

Meghan Markle: vítima ou vilã?

Não me parece justo, nem tão pouco equilibrado que se coloque todo o ónus da decisão de um casal apenas sobre Meghan Markle. E Harry? Afinal foi ele que nasceu com sangue azul e que tem desde o berço obrigações ancestrais para com coroa britânica.
Duas décadas de lealdade

Duas décadas de lealdade

Com Cristina Ferreira a cimentar a liderança nas manhãs, eis que acontece algo que merece aplausos. No dia 22 de novembro, ‘A Praça da Alegria’ foi o programa mais visto na televisão portuguesa, durante 20 minutos, ultrapassando o programa da SIC.
Calvário na televisão

Calvário na televisão

Embora legítima, não deixa de surpreender a opção de Ângelo Rodrigues em aceitar o convite da estação onde trabalha para expor o que já disse prezar acima de tudo: a vida privada.
Audiências: Share e Rating. O que é isso?

Audiências: Share e Rating. O que é isso?

Têm sido cada vez mais os espectadores atentos e interessados que me questionam sobre a diferença entre rating e share. A compreensão destas duas ferramentas é fundamental para melhor perceber o que está em jogo na guerra das audiências televisivas.
As coisas mais simples da vida...

As coisas mais simples da vida...

As coisas mais simples da vida podem ajudar a tornarmo-nos mais fortes e melhores. A bom tempo Bárbara Guimarães seguiu esse caminho e os resultados estão à vista de todos

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!