Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por detrás da Câmara

Notícia

Orgulho em ser português!

Venho, desde há uns tempos a esta parte a olhar com outros olhos para o cinema português. É gritante a evolução e a maturidade adquirida nos últimos anos. Realização, produção e elencos fortes começam a fazer acreditar que um dia a voz da sétima arte lusitana vai fazer-se ouvir com estrondo além-fronteiras.
12 de setembro de 2019 às 17:54
...
Orgulho em ser português!

A presença e o talento português fizeram sentir-se com chama no Festival de Cinema de Veneza. A diferença começou desde logo a ganhar forma na passadeira vermelha com os fotojornalistas a não conseguirem desfocar-se de Albano Jerónimo, Sandra Faleiro, Miguel Borges, Victoria Guerra, Beatriz Barros, entre outros elementos do elenco do filme ‘A Herdade’ que já tive o privilégio de entrevistar.

O Bisato d´Ouro arrecadado por Tiago Guedes pela melhor realização faz-nos sonhar a todos com um óscar de Hollywood. A longa-metragem, que conta com produção de Paulo Branco foi escolhida pelos membros da Academia Portuguesa de Cinema para ser o candidato lusitano para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro em 2020. Agora, depois de Veneza, os portugueses desejam que ‘A Herdade’ conquiste o mundo.

Venho, desde há uns tempos a esta parte a olhar com outros olhos para o cinema português. É gritante a evolução e a maturidade adquirida nos últimos anos. Realização, produção e elencos fortes começam a fazer acreditar que um dia a voz da sétima arte lusitana vai fazer-se ouvir com estrondo além-fronteiras.

A inquietação acaba por ser uma fórmula de sucesso transversal. E a história deste filme, no qual tantas esperanças deposito-chegando até já a ponderar fazer uma direta em 2020- transmite-nos isso mesmo, chegando a ser comparado, em Veneza, com ‘Novecento’ de Bernardo Bertolucci.

A 92.ª cerimónia de entrega dos Óscares decorrerá a 9 de fevereiro de 2020, no teatro Dolby, em Los Angeles. Durante o evento, a Academia Americana de Cinema distribuirá prémios em 24 categorias.

O filme de Tiago Guedes é também o candidato português escolhido pela APC a uma nomeação para os Goya – os prémios de cinema de Espanha – na categoria de melhor filme ibero-americano, com cerimónia prevista para 25 de janeiro de 2020, em Málaga.

Existem muitas razões para acreditar que é desta vez que trazemos o "caneco" de Hollywood. Cresce, a cada vitória nossa, colectiva, o orgulho em ser português!

Mais notícias de POR DETRÁS DA CÂMARA

Golo 700 com sabor amargo

Golo 700 com sabor amargo

Que me perdoe Ronaldo mas hoje, terça-feira, dia 15 de outubro, quem está de parabéns é mesmo Vítor Baía. A eterna lenda das balizas faz 50 anos. O ex-guarda-redes do FC Porto chega ao meio século como sendo o jogador com mais títulos na história do futebol português.
Goucha na Segunda Liga?

Goucha na Segunda Liga?

Quem deseja construir uma televisão familiar não pode empurrar Manuel Luís Goucha para fora das manhãs sem apresentar uma solução à altura.
Sem prazo de validade

Sem prazo de validade

No Casino do Estoril tive a oportunidade de tirar o pulso a uma mulher, a quem a vida já pregou algumas partidas, mas que ainda assim continua a sonhar. Tanto a nível pessoal como profissional. O carisma e a alegria de Fernanda Serrano ajudaram a iluminar a noite de gala do canal do Correio da Manhã.
Xeque-mate

Xeque-mate

Os pergaminhos de Ricardo Araújo Pereira dispensam qualquer tipo de encómio. O talento e a genialidade comumente reconhecidos aliados aos rasgos únicos de espontaneidade fazem dele um trunfo que qualquer canal de televisão gostaria de ter.
Orgulho em ser português!

Orgulho em ser português!

Venho, desde há uns tempos a esta parte a olhar com outros olhos para o cinema português. É gritante a evolução e a maturidade adquirida nos últimos anos. Realização, produção e elencos fortes começam a fazer acreditar que um dia a voz da sétima arte lusitana vai fazer-se ouvir com estrondo além-fronteiras.
Vira o disco e toca o mesmo

Vira o disco e toca o mesmo

Os tempos continuam a ser difíceis para a estação de Queluz de Baixo. Do primeiro mês de liderança de Filipa Garnel, ainda com margem de manobra para explanar as suas ideias, fica a certeza de que a RTP passou a ser uma ameaça e o fosso para a SIC torna-se cada vez maior.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!