Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por detrás das câmaras

Notícia

Quando a televisão se apaga

Nunca o havia feito. Mas há sempre uma primeira vez para tudo. Horas antes de seguir viagem para umas mini-férias decidi desligar-me da televisão.
03 de maio de 2017 às 14:05
...
Quando a televisão se apaga

Nunca o havia feito. Mas há sempre uma primeira vez para tudo. Horas antes de seguir viagem para umas mini-férias decidi desligar-me da televisão.

O desafio não se apresentava de todo fácil, sobretudo para alguém que mantém com o zapping uma relação umbilical. Mas acreditem que não foi preciso esperar muito tempo para descobrir uma nova dimensão; menos virtual e mais humana; menos frenética e mais tranquilizadora, uma realidade que, no fundo, apenas se encontrava adormecida.

Como é prazeiroso apagar a televisão e substituir o seu filtro pelas gargalhadas da minha filha Alice, pelos afetos da família e dos amigos. Sem o comando na mão redescobri cheiros, paladares, ambiências e hábitos singelos que nos podem fazer tão felizes.

Não quero ficar aqui para sempre, mas vou degustar muito bem cada um dos segundos em que a televisão, a maior Janela para o mundo, permanece apagada, dando lugar à vida tal como ela é, imprevisível, sem horas certas, intervalos ou notícias de última hora.

Mais notícias de POR DETRÁS DA CÂMARA

Golo 700 com sabor amargo

Golo 700 com sabor amargo

Que me perdoe Ronaldo mas hoje, terça-feira, dia 15 de outubro, quem está de parabéns é mesmo Vítor Baía. A eterna lenda das balizas faz 50 anos. O ex-guarda-redes do FC Porto chega ao meio século como sendo o jogador com mais títulos na história do futebol português.
Goucha na Segunda Liga?

Goucha na Segunda Liga?

Quem deseja construir uma televisão familiar não pode empurrar Manuel Luís Goucha para fora das manhãs sem apresentar uma solução à altura.
Sem prazo de validade

Sem prazo de validade

No Casino do Estoril tive a oportunidade de tirar o pulso a uma mulher, a quem a vida já pregou algumas partidas, mas que ainda assim continua a sonhar. Tanto a nível pessoal como profissional. O carisma e a alegria de Fernanda Serrano ajudaram a iluminar a noite de gala do canal do Correio da Manhã.
Xeque-mate

Xeque-mate

Os pergaminhos de Ricardo Araújo Pereira dispensam qualquer tipo de encómio. O talento e a genialidade comumente reconhecidos aliados aos rasgos únicos de espontaneidade fazem dele um trunfo que qualquer canal de televisão gostaria de ter.
Orgulho em ser português!

Orgulho em ser português!

Venho, desde há uns tempos a esta parte a olhar com outros olhos para o cinema português. É gritante a evolução e a maturidade adquirida nos últimos anos. Realização, produção e elencos fortes começam a fazer acreditar que um dia a voz da sétima arte lusitana vai fazer-se ouvir com estrondo além-fronteiras.
Vira o disco e toca o mesmo

Vira o disco e toca o mesmo

Os tempos continuam a ser difíceis para a estação de Queluz de Baixo. Do primeiro mês de liderança de Filipa Garnel, ainda com margem de manobra para explanar as suas ideias, fica a certeza de que a RTP passou a ser uma ameaça e o fosso para a SIC torna-se cada vez maior.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!