Sandro Bettencourt
Sandro Bettencourt Por detrás da câmara

Notícia

Vira o disco e toca o mesmo

Os tempos continuam a ser difíceis para a estação de Queluz de Baixo. Do primeiro mês de liderança de Filipa Garnel, ainda com margem de manobra para explanar as suas ideias, fica a certeza de que a RTP passou a ser uma ameaça e o fosso para a SIC torna-se cada vez maior.
21 de agosto de 2019 às 15:33
...
Vira o disco e toca o mesmo

Depois de perder a liderança para a SIC a TVI, que tem uma nova directora de Programas (Filipa Garnel), luta neste momento para manter e consolidar o segundo lugar nas audiências. Reitero o que amiudadas vezes escrevi neste espaço sobre a falta de discernimento, as apostas erradas e o desnorte que os responsáveis da estação de Queluz de Baixo têm assumido nos últimos tempos.

Com a RTP a morder os calcanhares a fuga faz-se para a frente e com o recurso a repetições. Veja-se o que aconteceu no último domingo, dia 19 agosto. Para tentar combater a liderança cada vez mais consolidada da SIC o trunfo acabou por  resumir-se à reposição da série ‘37’.

Transmitida originalmente em 2010, a série ‘37’ foi produzida pelo autor brasileiro Rui Vilhena e a trama envolve um serial killer. Do elenco figuram nomes sonantes  como Pedro Granger, João Reis, Pedro Carmo, Cucha Cavaleiro, José Boavida (já felecido)  e Isabel Abreu.

Os números falam por si. O "enlatado" recuperado do baú pela TVI registou um share de 8,5 % contra os 24, 6 % de ‘Não há crise’ (SIC). Muito pouco atrevimento para aquele que é considerado o período mais importante do dia em termos de consumo televisivo.

Os tempos continuam a ser difíceis para a estação de Queluz de Baixo. Do primeiro mês de liderança de Filipa Garnel, ainda com margem de manobra para explanar as suas ideias, fica a certeza de que a RTP passou a ser uma ameaça e o fosso para a SIC torna-se cada vez maior.

As repetições, os reality-shows e a falta de inquietação não são de todo a fórmula do sucesso para quem aspira poder voltar a liderar a televisão em Portugal.

Mais notícias de Por detrás da Câmara

Impossível baixar a guarda!

Impossível baixar a guarda!

Infelizmente basta ligar a televisão ou ler as manchetes dos principais jornais e meios de comunicação online para perceber que as festas ilegais continuam a acontecer de norte a sul do país; que os convívios multinucleares são cada vez mais encarados como autênticas festas de desconfinamento, que o sol, o calor e o mar estão a toldar os sentidos conduzindo-nos para o precipício.
Jornalismo: o "antídoto" para a desinformação

Jornalismo: o "antídoto" para a desinformação

Os jornalistas nunca pararam durante os últimos três meses. Ao lado dos portugueses dignificaram a missão e o compromisso de informá-los ao segundo sobre a Pandemia. Esta crise trouxe consigo a certeza de que a comunicação social é o pilar de qualquer democracia.
Parabéns CMTV!

Parabéns CMTV!

Sete anos depois a CMTV continua na linha da frente com as notícias que marcam a história do país e do mundo. O canal do 'Correio da Manhã' está mais próximo do que nunca dos portugueses na luta contra o Covid-19.
E agora, Ronaldo?

E agora, Ronaldo?

Cristiano Ronaldo vive talvez o maior drama desde que o pai faleceu em 2005. A mãe, confidente e melhor amiga continua internada no hospital depois de sofrer um AVC.
O poder da fé

O poder da fé

Na década de 90 Marco Paulo fintou o destino. A crença, a vontade de viver e servir uma autêntica legião de fãs agarraram-no à vida. Agora não será diferente.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
;