Notícia

Nacional

Diogo Amaral e Ljubomir Stanisic unidos pela droga: "Quando é para partir a loiça toda, bora partir a loiça toda"

Ator confessou na SIC que viveu pesadelo da adição e que foi o amigo Ljubomir que o ajudou, depois de lhe ter ameaçado com "um excerto de porrada".
06 de julho de 2019 às 16:45
Amizade entre Diogo Amaral e Ljubo Stanisic ajudou o ator a deixar as drogas
ljubo stanisic, diogo amaral
ljubo stanisic, diogo amaral
ljubo stanisic, diogo amaral
ljubo stanisic, diogo amaral
Diogo Amaral, Cristina Ferreira
Diogo Amaral, Cristina Ferreira
Diogo Amaral, Cristina Ferreira
Diogo Amaral, Cristina Ferreira
Ljubomir Stanisic enojado com o que viu e o odor do restaurante, localizado no Seixal. O local continua sujo apesar de o mau cheiro já não se sentir na rua.
O chef gosta de apanhar os produtos com que cozinha
ljubo stanisic, diogo amaral
ljubo stanisic, diogo amaral
ljubo stanisic, diogo amaral
ljubo stanisic, diogo amaral
Diogo Amaral, Cristina Ferreira
Diogo Amaral, Cristina Ferreira
Diogo Amaral, Cristina Ferreira
Diogo Amaral, Cristina Ferreira
Ljubomir Stanisic, 100 Maneiras, TVI, Pesadelo na Cozinha, Gordon Ramsay
Ljubomir Stanisic
Ljubomir Stanisic nunca escondeu que é um hedonista e que procura constantemente o prazer das coisas. Uma viagem que levou o conhecido chef a experimentar "tudo o que havia para experimentar" no mundo das drogas. Além disso, garante que quando estava solteiro foi um sedutor com muito sucesso: "pinei com meia Lisboa", garantiu, assegurando que mudou de vida quando se apaixonou por Mónica Franco, com quem está casado.

E foi esse passado ligado às drogas que o ajudou a ser o apoio de Diogo Amaral, que pediu ajuda ao "amigo" quando viu que estava dependente, conforme confessou esta semana no programa de Cristina Ferreira da SIC.



Mas Ljubo já tinha confessado, várias vezes, um passado de excessos. "Experimentei muitas drogas. Mas em relação ao ayahuasca nunca tive vontade de o fazer, tinha até um certo receio", disse ao 'Expresso', assumindo que até esta experimentou: "Tive as melhores imagens da minha vida, resolvi três ou quatro coisas que tinha dentro de mim. Uma delas foi o meu pai. Apareceu à minha frente, muito nítido. Chorava baba e ranho e agarrava-me a pedir-me desculpa. É surreal contar isto. Disse que não podia estar mais feliz por me ter como filho e que se me tivesse dado outra educação eu não seria tão forte como sou".

O chef garante que agora só "fuma uns charros" mas nem sempre foi assim. "Há muita droga em todo o lado. Já provei tudo, mas hoje tenho dois filhos, não tenho tempo nem paciência para isso. Já tive muitos cozinheiros que se drogavam e foram todos expulsos. Há três ou quatro anos fiz uma adenda ao contrato: têm de mijar no copo todos os meses. Tinha alguns empregados que consumiam muito. Essa gente foi toda limpa. Posso ter passado por essas experiências, mas não as permito no restaurante".

Garante, contudo, que no trabalho nunca consumiu. "Nunca! Tenho colegas que fumam um charro e vão para a cozinha. Eu, se fumasse um charro, só conseguia deitar-me no chão a rir-me. Comigo, quando é para partir a loiça toda, bora partir a loiça toda. Mas quando trabalhas alterado não estás a trabalhar, estás a pôr o teu emprego em risco e a pôr as pessoas em risco. Agora pratico boxe, é a minha adrenalina, não preciso de drogas. Fumo só um charro de vez em quando, tenho aqui um pouco de erva plantada por mim no Alentejo. Produzo vinho do melhor que há, amo estas merdas, porque hei de meter-me noutras?", rematou ao semanário.



Diogo Amaral também garantiu que agora já não consome depois de ter feito uma tratamento numa clínica na Escócia, para onde foi aconselhado pelo amigo. "Está a fazer um ano que fui acabar com a Jessica, porque ela não merecia estar a levar com uma coisa destas e fui ter com um amigo meu, irmão de coração, o Ljumobir, e disse-lhe: preciso que arranjes uma clínica e só posso ir agora porque ia estrear um filme cuja estreia não queria falhar". "Ele deu-me um excerto de porrada, a Jessica também me ajudou muito", revelou o ator na SIC.

Antes desta confissão, Diogo já tinha deixado nas redes sociais um agradecimento ao chef, mas sem entrar em pormenores: "Aprendi contigo que os verdadeiros guerreiros não são aqueles que sempre ganham, mas aqueles que lutam sempre".  

Ver esta publicação no Instagram

Meu irmão @ljubostanisic! #breakingdadpt #famousfest #100maneiras @100maneiras

Uma publicação partilhada por Diogo Amaral (@diogoamaral.oficial) a



Dias antes outra mensagem para o amigo: "Modo lamechas.... Não tenho muitos AMIGOS, mas tu és um deles! Amo-te meu irmão", referindo-se ao jugoslavo.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;