Notícia

Coronavírus

Pondo em risco a própria vida: Aos 85 anos, médico volta a trabalhar para curar doentes

Giampiero Giron abandonou o conforto e a proteção da sua casa e decidiu apresentar-se na linha da frente para ajudar a Itália, que já tem mais de 10 mil vítimas mortais.
01 de abril de 2020 às 14:40
...
Pondo em risco a própria vida: Aos 85 anos, médico volta a trabalhar para curar doentes

É médico, é italiano e, aos 85 anos, decidiu voltar para os hospitais para ajudar a tratar quem sofre com a Covid-19, doença que está a fustigar dramaticamente a Itália.

A decisão de Giampiero Giron, que está reformado, foi notícia no jornal 'Corriere della Sera, que lhe elogia o gesto generoso.

O médico é bem conhecido no seu país, já que fez parte da equipa que realizou o primeiro transplante de coração na Itália, no dia 14 de novembro de 1985.

"Há algumas semanas, um colega telefonou-me perguntando se, caso fosse necessário, poderia contar com a minha experiência. Desde então, passei a viver com o telemóvel sempre  à mão. Caso eles me ligassem. Considero um dever, independentemente da idade, e os médicos podem fazer a diferença nesta fase. O meu juramento de Hipócrates não perde validade", disse Giampero.

"Sei que os idosos são os que estão mais expostos a complicações devido ao coronavírus, mas estou com boa saúde e, mesmo que não tenha muito a ver com isso, tomo a vacina da gripe todos os anos. Não tenho medo, mesmo que situações epidémicas sejam sempre muito difíceis de lidar", explicou.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;