Trump: os músicos que recusaram atuar na tomada de posse

Céline Dion, que tem residência fixa como artista em Las Vegas, recusou o convite, apesar de Steve Wynn, um influente empresário da área da hotelaria de Vegas, ter garantido a Trump que iria conseguir contratá-la.

Elton John já tinha mostrado o seu descontentamento quando o seu êxito 'Tiny Dancer' foi usado na campanha eleitoral de Trump. Depois de rumores de que iria atuar na tomada de posse, os seus representantes apressaram-se a esclarecer a informação com o seguinte comunicado: "Incorreto. Elton John não irá participar".

Um membro da comitiva de Trump disse que Andrea Bocelli se oferecera para atuar, mas fora rejeitado pelo republicano. Outra versão alega que foi o tenor italiano que recusou o convite.

A cantora galesa Charlotte Church revelou no Twitter que foi abordada para atuar na tomada de posse; a sua resposta foi breve: um simples "adeus".

Gene Simmons e a sua banda, os Kiss, foram convidados a atuar, de acordo com Shannon Tweed, a mulher de Simmons. No entanto, a banda vai estar em digressão na Europa nessa altura. "Eles convidaram e [o Gene] recusou de forma educada", afirmou Shannon.

Notícia