Notícia

Saúde

Hambúrgueres prontos no talho? Nunca mais!

A Deco Proteste alerta para não comprarmos hambúrgueres no talho já picados pelo risco de conterem bactérias nocivas e aditivos alergénicos.
23 de janeiro de 2017 às 09:59
...
Hambúrgueres prontos no talho? Nunca mais!
A Deco Proteste fez um apelo aos consumidores para que não consumam hambúrgueres comprados no talho já picados. Isto, porque há o enorme risco de conterem bactérias nocivas e aditivos alergénicos.

O apelo não é uma novidade para ninguém, mas, sim, um reforço para que a população esteja em alerta e o Governo proíba de vez a venda da carne picada.

A associação de defesa dos consumidores identificou carne guardada a temperaturas muito altas, "milhões de bactérias por grama", como a salmonella e outras de origem fecal, demasiada gordura e sulfitos usados ilegalmente como conservantes.

"Desaconselhamos de todo a compra de carne previamente picada e de hambúrgueres frescos já preparados nos talhos", referiu à Agência Lusa o técnico Nuno Lima Dias, que defende que o Governo deve proibir a venda deste formato.

Para o estudo, a Deco foi a 25 talhos de Lisboa e Porto e pediu hambúrgueres de carne de vaca que não contivesse cereais ou vegetais, para que estivesse livre de sulfitos, mas mesmo assim encontrou este tipo de conservantes de forma "escondida e ilegal" em 80 por cento das amostras, por vezes em "quantidades enormes".

Os sulfitos podem provocar alergias, náuseas, dores de cabeça, problemas de pele, digestivos e respiratórios, alertou, acrescentando que a reação alérgica pode, embora em casos muito raros, ser potencialmente mortal.

A Deco defende que se deve escolher a peça de carne no talho e pedir para a picar na hora, ou comprar e picar em casa.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;