Notícia

comportamento

Divórcio: Mulheres sofrem mais do que os homens

Numa separação elas sofrem muito mais do que eles, assim diz um estudo internacional. Saiba porquê.
21 de janeiro de 2017 às 00:00
Divórcio: Elas sofrem mais do que eles
Depois da separação, as mulheres demoram mais tempo a iniciar uma nova relação do que os homens
Dânia Neto e o ex-namorado, Marcelo Resende
Angelina Jolie e Brad Pitt protagonizaram o divórcio mais famoso dos últimos tempos
Bruno de Carvalho confirmou a separação de Cláudia Carvalho em outubro de 2016. Na altura, a filha de ambos, Diana, tinha um ano e oito meses. O casal estava junto há cerca de nove anos
Marisa Cruz emagreceu depois da separação com Pedro Moreira
Johnny Depp e Amber Head em Veneza
Lady Gaga e Taylor Kinney separaram-se já depois de estarem noivos
divorcio, tristeza
dânia neto
Angelina Jolie e Brad Pitt ainda trocam cartas de amor
Bruno de Carvalho, Cláudia, Diana, Sporting, Joana Ornelas, Alvalade, Londres, divórcio, namorada, separação, viagem
Marisa Cruz, casamento, relação, Pedro Moreira, maternidade, mãe
Johnny Depp e Amber Head
lady gaga, taylor kinney

Não são apenas as famosas portuguesas que estão a separar-se neste início de 2017. As mulheres comuns, como Sílvia Santos, 30 anos, médica, também está a passar por este doloroso processo, depois de três anos de casamento. Está fechada em casa, pôs baixa e já perdeu mais de 4 quilos em duas semanas.

A perda de peso é uma das consequências físicas de uma separação. Cláudia Gomes, a ex-mulher de Bruno Carvalho, e Marisa Cruz emagreceram a olhos vistos depois de se separarem.

Sim, elas sofrem mais com o divórcio do que os homens. A dor física e mental da separação é maior. Isso mesmo foi comprovado por vários estudos científicos sobre o tema. 

No estudo internacional com uma amostra de 5.705 participantes de 96 países, os resultados revelaram que numa escala de 1 a 10, elas (6,84) sofrem mais psicologicamente do que os homens (6,84). Também a dor física é maior: 4,21 contra 3,75 dos homens.

Uma das razões para o fim da relação ser mais doloroso para as mulheres prende-se com o facto delas demorarem mais tempo a se envolverem novamente com alguém, enquanto eles começam mais cedo a ter relacionamentos e podem terminá-los sem "implicações biológicas", refere Craig Morris, o principal cientista do estudo, realizado pela Universidade de Birmingham, no Reino Unido.   

Contudo, o estudo demonstrou que, apesar deste sofrimento a longo prazo, verificou-se que as mulheres recuperam mais rapidamente e até se tornam mais fortes, ao passo que os homens podem até nunca recuperar de um divórcio. 

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;