Notícia

Dia dos Namorados

12 razões para beijar muito mais

Nem imagina o bem que nos faz um beijo. Veja 12 factos fascinantes sobre esta demonstração de amor. Solte o beijo.
Por Inês Neves | 14 de fevereiro de 2017 às 16:36
12 Factos fascinantes sobre o beijo
FAZ BEM AOS DENTES – Segundo Matthew Messina, um dentista norte-americano, a produção de saliva aumenta durante o beijo e isso ajuda a combater as bactérias e vírus que se encontram na boca
MILHARES DE BACTÉRIAS – Investigadores descobriram que se estiver a beijar durante 10 segundos, cerca de 80 milhões de bactérias são transmitidas entre si e o seu parceiro. E a sua saliva permanece na boca alheia durante três dias
AUMENTAM ESPERANÇA DE VIDA – Sabe aqueles beijos de despedida, aqueles que dá antes de ir trabalhar, por exemplo? Pois, eles aumentam a esperança média de vida. Arthur Szabo, um professor de psicologia alemão, concluiu, em 1960, que os homens que beijavam as suas mulheres antes de irem trabalhar viviam cerca de 5 anos mais, faziam 20 a 30% mais dinheiro e tinham menos acidentes de aviação
DÁ SAÚDE - sistema imunitário das pessoas que se beijam tende a fortalecer-se. Um estudo holandês indica que um casal que se beija durante 30 minutos pode aumentar o número de células imunitárias contra determinadas alergias, bem como o número de proteínas que combatem os sintomas dessas alergias
EMAGRECE - Pelo menos, contribui para isso: um beijo nos lábios ajuda a queimar entre duas e seis calorias, dependendo da intensidade, visto que permite que 29 músculos faciais se movam
PREVINE DOENÇAS CARDIOVASCULARES E AFASTA AS ENXAQUECAS - um beijo apaixonado exerce uma pressão equivalente a 12 kg nos lábios e aumenta os batimentos cardíacos para 150 vezes por minuto. Isto significa que o coração bombeia um litro de sangue a mais do que é normal. Por isso, quanto mais beijar menos probabilidade tem de desenvolver doenças do foro cardiovascular ou de sofrer insónias e enxaquecas
ALIVIA O STRESS - durante o ato de beijar, o cérebro produz maiores níveis de oxitocina e de dopamina, hormonas relacionadas com o amor, com a excitação sexual e com empatia, e menores quantidades de cortisol, substância que nos torna mais stressados e ansiosos
58 HORAS – O beijo mais longo foi dado na Tailândia: Ekkachai e Laksana Tiranarat beijaram-se, sem interrupções, durante 58 horas, 38 minutos e 58 segundos, em 2013
100 ANOS – O beijo mais antigo no cinema tem 100 anos e foi protagonizado por May Irewin e John Rice, no filme ‘The Kiss’, em 1896
PARA A DIREITA – Sabia que a maioria das pessoas (o dobro até) inclina a cabeça para o lado direito quando está a beijar? O neurocientista Onur Güntürkün andou a observar beijos durante dois anos e chegou à conclusão que a minoria inclina a cabeça para o lado esquerdo
BEIJO EM PÚBLICO – o ato de beijar em público, em casamentos, por exemplo, para selar um compromisso, foi introduzido pelos romanos
NÃO É TRANSVERSAL A TODAS AS CULTURAS – Cerca de 10% da população mundial não se beija na boca. No Tibete mostra-se a língua e na Gronelândia encostam-se os narizes
beijo
beijo
beijo
beijo
beijo
beijo
beijo
beijo
beijo
beijo
beijo
beijo
Beijo francês, beijo esquimó, beijo inclinado, beijo drácula ou borbuleta ou, simplesmente, um beijo na bochecha. São várias as formas desta demonstração de amor e carinho que consiste em tocarmos com os nossos lábios noutra pessoa.

Veja os benéficos e fique a saber alguns factos fascinantes sobre o beijo.

1- AUMENTA A ESPERANÇA DE VIDA
Sabe aqueles beijos de despedida, aqueles que dá antes de ir trabalhar, por exemplo? Pois, eles aumentam a esperança média de vida. Arthur Szabo, um professor de psicologia alemão, concluiu, em 1960, que os homens que beijavam as suas mulheres antes de irem trabalhar viviam cerca de 5 anos mais, faziam 20 a 30% mais dinheiro e tinham menos acidentes de aviação.

2 - DÁ SAÚDE
Sistema imunitário das pessoas que se beijam tende a fortalecer-se. Um estudo holandês indica que um casal que se beija durante 30 minutos pode aumentar o número de células imunitárias contra determinadas alergias, bem como o número de proteínas que combatem os sintomas dessas alergias.

3 - EMAGRECE
Pelo menos, contribui para isso: um beijo nos lábios ajuda a queimar entre duas e seis calorias, dependendo da intensidade, visto que permite que 29 músculos faciais se movam.

4 - PREVINE DOENÇAS CARDIOVASCULARES E AFASTA AS ENXAQUECAS
Um beijo apaixonado exerce uma pressão equivalente a 12 kg nos lábios e aumenta os batimentos cardíacos para 150 vezes por minuto. Isto significa que o coração bombeia um litro de sangue a mais do que é normal. Por isso, quanto mais beijar menos probabilidade tem de desenvolver doenças do foro cardiovascular ou de sofrer insónias e enxaquecas.

5 - ALIVIA O STRESS
Durante o ato de beijar, o cérebro produz maiores níveis de oxitocina e de dopamina, hormonas relacionadas com o amor, com a excitação sexual e com empatia, e menores quantidades de cortisol, substância que nos torna mais stressados e ansiosos.

6 - FAZEM BEM AOS DENTES
Segundo Matthew Messina, um dentista norte-americano, a produção de saliva aumenta durante o beijo e isso ajuda a combater as bactérias e vírus que se encontram na boca.

7 - MILHARES DE BACTÉRIAS
Investigadores descobriram que se estiver a beijar durante 10 segundos, cerca de 80 milhões de bactérias são transmitidas entre si e o seu parceiro. E a sua saliva permanece na boca alheia durante três dias.

8 - 58 HORAS
O beijo mais longo foi dado na Tailândia: Ekkachai e Laksana Tiranarat beijaram-se, sem interrupções, durante 58 horas, 38 minutos e 58 segundos, em 2013.

9 - 100 ANOS
O beijo mais antigo no cinema tem 100 anos e foi protagonizado por May Irewin e John Rice, no filme ‘The Kiss’, em 1896.

10 - PARA A DIREITA
Sabia que a maioria das pessoas (o dobro até) inclina a cabeça para o lado direito quando está a beijar? O neurocientista Onur Güntürkün andou a observar beijos durante dois anos e chegou à conclusão que a minoria inclina a cabeça para o lado esquerdo.

11 - BEIJO EM PÚBLICO
O ato de beijar em público, em casamentos, por exemplo, para selar um compromisso, foi introduzido pelos romanos.

12 - NÃO É TRANSVERSAL A TODAS AS CULTURAS
Cerca de 10% da população mundial não se beija na boca. No Tibete mostra-se a língua e na Gronelândia encostam-se os narizes.

 

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;