Notícia

Verão FLASH!

Luxo: Cascais é o novo destino paradisíaco do jet set espanhol

Imprensa internacional destaca o luxo e exclusividade da região para as famílias mais ricas de Espanha.
14 de agosto de 2018 às 15:41

"Espanha é a minha pátria. Portugal é o meu pais". A frase é do rei emérito espanhol, Juan Carlos. A ligação da família real espanhola ao nosso país é forte.

O Estoril foi o refúgido dos Condes de Barcelona, avós paternos da Infanta Cristina, obrigados ao exílio devido à ditadura franquista, instalada em Espanha em 1936.

Esta região nos arredores de Lisboa foi bastante visitada pela aristocracia espanhola em meados do século XX. Também as celebridades internacionais procuravam bastante a Costa de Prata. Haudrey Hepburn ou Zaza Gabor foram duas das estrelas que percorreram a Marginal. Recorde-se a famosa festa na Quinta Patiño, em 1968, com mais de 1000 convidados, vindos de todos os pontos do mundo. Festa revivida este verão com a presença de muitas celebridades e representantes das casas reais europeias.

O fascínio pelo glamour e beleza natural deste região do Estoril e Cascais tem-se mantido ao longo dos anos, principalemente entre a aristocracia espanhola.  

Em 2005, por exemplo, Juan Carlos esteve incógnito, em Cascais, com Corinna zu Sayn-Wittgenstein. Ele hospedou-se no Hotel Albatroz e ela no Hotel Palácio do Estoril. Tudo para minimizar as hipóteses de serem vistos juntos, naquela que foi uma das mais badaladas relações extra conjugais do rei emérito.

Com Franco a ganhar fôlego, os Condes de Barcelona, foram obrigados a instalar-se no Estoril, com os filhos, Pilar, Margarida, Afonso e Juan Carlos.

Novas fortunas espanholas estão a se sentir atraídas pelos "cantos secretos" de Cascais. De acordo com uma reportagem da 'Vanitatis', há cada vez mais famílias do jet set que escolhem o concelho para viver, especialmente as andaluzas.

A filha do conhecido político Adolfo Suárez, Sonsoles Suárez, é um dos exemplos dos que escolheram Cascais como refúgio para fugir dos olhares dos média. Também o ator Jordi Rebellón instalou-se no local, a 31 quilómetros de Lisboa.

O ator de 61 anos de idade foi inclusive responsável pela chegada de outros espanhóis, atraídos pelos campos de golfe. 

Segundo a 'Vanitatis', os espanhóis que estão a redescobrir Cascais procuram a discrição dos estabelecimentos do local, as paisagens sobre o Atlântico e as "mansões impressionantes da região".

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável