'

Notícia

A FLASH! já está no WhatsApp.
Siga-nos!
Seguir
Weekend livros

Viva a cultura! Os livros que o Tik Tok sugere viram moda... e vendem milhões de cópias

A popular rede social entre os jovens tornou alguns escritores em fenómenos de sucesso. De perfeitos desconhecidos a autores de bestsellers mundiais, foram vários os nomes que viram a sua fama disparar por causa do Tik Tok. Em Portugal, também há quem esteja a pôr os mais novos a falar de livros. Tudo em nome da cultura.
28 de setembro de 2022 às 22:35
...
Se da última vez que pegou num livro, leu três páginas e caiu para o lado de sono é porque, ou está efetivamente muito cansado, ou não anda a escolher as histórias certas. O mercado dos livros encontra-se em plena revolução e a nova geração de escritores já percebeu que o público está a perder a paciência para as histórias da rainha Carlota Joaquina ou que o tema de Auschwitz está a ficar esgotado. E percebeu também que há uma nova ferramenta para pôr o mundo a falar deles e a comprar os seus livros: o Tik Tok.

Sim, leu bem! Nesta rede social, há cada vez mais jovens a usarem os vídeos engraçados - imagem de marca do Tik Tok - para divulgarem aquilo que leram e o que muitos passam a palavra no Book Tok (é assim que se chama este segmento da rede social) torna-se rapidamente tendência, com os autores a, de repente, venderem milhões de cópias. 

Foi assim que começou um dos mais recentes fenómenos da atualidade. A autora Taylor Jenkins Reid era quase uma perfeita desconhecida até que no Tik Tok não se falava de outra coisa do que no seu romance 'Os Sete Maridos de Evelyn Hugo'. A história desta diva do cinema rapidamente se tornou popular e correu o Mundo. O resto já se sabe: a escritora americana tornou-se num caso de sucesso e os seus livros mais recentes 'Daisy Jones and The Six' ou 'Malibu Renasce' bestselleres mundiais.

Tik Tok dita tendências de livros
Mas se podemos dizer que há uma rainha do Tik Tok ela é certamente a escritora Colleen Hoover. 'Amor Cruel', 'Isto Acaba Aqui' ou 'Verity' são alguns dos romances que puseram o público mais jovem agarrado aos livros. E é fácil perceber porquê. É que com esta escritora é impossível sofrer do síndrome que falávamos no início do texto e à terceira página, podemos garantir que já só vai querer virar mais uma e outra, e outra, porque as histórias prendem.

'Isto Acaba aqui' fala sobre violência doméstica, num livro em que a escritora foi ao fundo das suas recordações e se inspirou no drama da sua família. "A recordação mais antiga que tenho na vida é da altura em que tinha dois anos e meio. O meu quarto não tinha porta; em vez disso, havia um lençol afixado à parte superior da ombreira. Lembro-me de ouvir o meu pai gritar, por isso espreitei para ver o que se passava, precisamente na altura em que o meu pai pegou na televisão e a atirou contra a minha mãe, derrubando-a", pode ler-se na nota da autora, no final do livro. 

Além destas escritoras, este ano houve um livro que acompanhou meio Mundo nas férias, depois de no Book Tok ter sido altamente recomendado: 'O Romance de Verão', de Emily Henry. Com uma capa bem apelativa e uma edição spray-edge, a obra tornou-se um caso de sucesso.

...
Livro foi fenómeno neste verão

ATRIZ LANÇA CLUBE DO LIVRO

Mas não são só as redes sociais, como o Tik Tok e o Instagram, a incentivar à leitura. Na moda estão também os clubes do livro, que se tornaram ainda mais tendência por culpa de Reese Witherspoon. A atriz começou por partilhar o seu gosto pela leitura com os fãs, até que fez disso o seu principal hobbie. A sua paixão é descobrir novos autores e dá-los a conhecer ao público, através da página Hello Sunshine ou no Instagram, onde o seu Reese's Book Club tem o impressionante número de 2,4 milhões de seguidores.

Atriz Reese Witherspoon tem clube do livro que é um sucesso

Um dos livros que ajudou a tornar famoso - e que agora chegou às salas de cinema - foi o romance 'Lá Onde o Vento Chora'.

ESCRITORA PORTUGUESA DÁ O EXEMPLO

Em Portugal, a taxa de leitura anda bem lá em baixo, pelas ruas da amargura, mas há novas vozes que querem pôr os jovens a ler mais ou pelo menos a ler. Foi a pensar nisso que a escritora Helena Magalhães criou o Book Gang, um clube do livro onde dá a conhecer novos autores e histórias tocantes, de leitura compulsiva, que podem ser compradas em formato de box.



Quem a subscrever, todos os meses recebe uma caixa com os livros sugeridos pela escritora (este mês, por exemplo, há vários à escolha, como 'Carrie Sotto está de Volta', da já referida Taylor Jenkins Reid, 'Bolo Negro' ou até a descoberta de uma autora japonesa que escreveu 'O que Procuras está na Biblioteca'). Além dos livros, a caixinha mágica traz ainda outros mimos, que vão desde cremes, a marcadores de livros, blocos ou até mesmo a algumas gulodices.

Escritora Helena Magalhães dita tendências em Portugal

Paralelamente, Helena lançou uma nova editora, a Aurora, que apenas publica mulheres e que pretende dar gás a novos talentos da escrita em Portugal. Ela própria, que é um fenómeno das redes sociais - com os seus livros 'Raparigas Como Nós' e 'Ferozes' a terem chegado à segunda edição sem grande divulgação mediática - quer agora dar o exemplo e dizer que sonhar não custa e que por cá também há espaço para se contar e ler novas histórias.

Saber mais sobre

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas