'

Notícia

THE MAG - The weekly magazine by Flash!

Há um novo José Mourinho: do apoio aos filhos, às noites solitárias no centro de treinos e visitas secretas ao Vaticano

Aos 59 anos, o Special One regressou a Itália, onde já tinha sido feliz, continuando a ter na família e na religião os seus grandes apoios. Até ao momento, a passagem pela Roma já valeu mais um título europeu e uma felicidade que não havia conseguido encontrar nos últimos anos em Inglaterra. Mas há fórmulas para este sucesso e nós contamos como tudo aconteceu.
Afonso Coelho
Afonso Coelho
02 de junho de 2022 às 23:38
Veja as fotografias do clã Mourinho por Itália, em Roma e no Vaticano
José Mourinho, Família Mourinho, Itália
Família Mourinho, Itália
Família Mourinho, Itália
Matilde Mourinho
Família Mourinho, Itália
Danny Graham, Matilde Mourinho
José Mário Mourinho, Matilde Mourinh,o
Matilde Mourinho, José Mourinho
Matilde Mourinho, José Mourinho
Matilde Mourinho, José Mourinho
Matilde Mourinho, José Mourinho
José Mourinho, Família Mourinho, Itália
Família Mourinho, Itália
Família Mourinho, Itália
Matilde Mourinho
Família Mourinho, Itália
Danny Graham, Matilde Mourinho
José Mário Mourinho, Matilde Mourinh,o
Matilde Mourinho, José Mourinho
Matilde Mourinho, José Mourinho
Matilde Mourinho, José Mourinho
Matilde Mourinho, José Mourinho

Outrora o mais respeitado treinador de futebol do Mundo, José Mourinho atravessou dificuldades em tempos recentes. Para além do insucesso desportivo, os últimos anos caracterizaram-se por conflitos com jogadores, relações sinuosas com os adeptos, com tudo isto a criar um ambiente tóxico para o técnico setubalense, levando-o a sair 'a mal' dos emblemas por onde passou desde os derradeiros tempos de glória no Real Madrid.

O regresso a Itália, pela porta da AS Roma, surpreendeu muitos aquando do anúncio, mas a arriscada opção acabou por dar frutos, levando a um renascimento da reputação do Special One. A conquista da Liga Conferência no mês passado – com a família unida na bancada a apoiá-lo – foi o culminar de uma temporada em que Mourinho tentou evitar erros do passado, e não só dentro das quatro linhas.

...
José Mourinho venceu a Liga Conferência Foto: Getty Images

Para além disto, o sadino de 59 anos reinventou-se e mostra-se agora com uma personalidade mais caseira e familiar que aquela que lhe era conhecida de outros tempos e que o levou a criar inimigos por todos os locais onde passou. Ainda que longe dos maiores dos palcos por onde teve sucesso, a passagem pela Cidade Eterna poderá ser um novo ponto de viragem no percurso de José Mourinho, permitindo-lhe uma segunda nova vida.

 A AMBIENTAÇÃO E O ADEUS AO HOTEL DE LUXO

Em 2010, José Mourinho saía de Itália rumo a Madrid pela porta grande, após ter-se tornado campeão europeu com as cores do Inter de Milão, numa conquista que reforçou a sua posição no Panteão do futebol. Doze anos depois, o estatuto do Special One encontrava-se num lugar completamente distinto. Os três últimos trabalhos em Inglaterra variaram entre o apenas razoável e o medíocre e, com isso, Mourinho deixava gradualmente de ser considerado um dos treinadores de topo do futebol mundial, até para os seus defensores mais acérrimos – algo impensável se recuássemos alguns anos.

De certa forma, quando no dia 4 de maio de 2021 se confirmou o regresso ao país transalpino, como novo timoneiro da Roma – substituindo, curiosamente o compatriota Paulo Fonseca – José Mourinho confirmava as opiniões daqueles que consideravam necessário que o setubalense desse um passo atrás. Os êxitos do passado já não justificavam os insucessos do presente e uma mudança de ambiente poderia relançá-lo de volta ao patamar que ainda muitos creem pode voltar a pertencer.

Quando chegou à Cidade Eterna, Mourinho viveu durante dois meses num hotel de luxo, enquanto escolhia aquele que iria ser o seu lar em Roma, denotando já uma preocupação diversa daquela que teve, por exemplo no Manchester United, onde residiu no seu quarto de hotel durante toda a passagem pelo clube inglês. Considerou o luxuoso Palazzo Taverna, no centro de Roma, mas acabou por optar por uma luxuosa vivenda no bairro de Parioli, no norte da cidade, propriedade do ex-jogador do Sporting, Alberto Aquilani, que lhe arrendou a casa enquanto permanecer no cargo. É também nessa zona, aliás, que vive Dan Friedkin, o milionário norte-americano que é presidente da Roma.

...
José Mourinho com a família

Longe, todavia, está o centro de treinos do clube, em Trigoria, o que leva a que, nos dias em que fica a trabalhar até tarde, acabe por pernoitar lá mesmo. Noutras ocasiões, já foi visto a comer nos restaurantes da zona de Parioli, e ele próprio revelou ao ‘Osservatore Romano’ que visita frequentemente de noite – de máscara para não ser reconhecido – a Basílica de São Pedro, devido à sua devoção ao Catolicismo, tendo inclusive já levado a família até lá. 


ENTRETANTO EM CASA...

Apesar da mulher, Matilde Faria, nem sempre estar com ele em Roma, dividindo o seu tempo com Inglaterra onde permanecem os filhos do par – Matilde e José Mário – a verdade é a família continua a ser o seu porto seguro. Aliás, o Special One não se podia orgulhar mais dos seus filhos, igualmente "special". Vejamos. Matilde, de 25 anos, tem um percurso universitário na área da Moda e design e criou a sua própria marca de joias, que desenha ela própria, já várias vezes publicitada pelo pai nas redes sociais. Mais, a jovem expande o negócio tendo clientes tão exigentes como a família real saudita. Está numa relação com o inglês Danny Graham que, não obstante um interregno pelo meio, já dura desde 2016.

José Mário, de 22, também conhecido por Zuca, é mais discreto: terá abandonado a carreira de guarda-redes e chegou a sentar-se junto a Mourinho, enquanto membro da equipa técnica, num jogo do Manchester United em 2018.

Longe vão os tempos em que os filhos de Mourinho eram notados em festas. Agora, quando aparecem - como aconteceu recentemente na edição deste ano do famoso festival Coachella, na Califórnia - é para se divertirem e postarem, sem receios, as suas imagens divertidas nas redes sociais. 

Matilde e José Mourinho divertem-se no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde Mourinho no Coachella com Paris Hilton
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde Mourinho no Coachella com Paris Hilton
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella
Matilde e José Mourinho no Coachella

Matilde foi ainda a protagonista de uma publicação com humor por parte do pai, que lhe pediu desculpas por não a ter podido acompanhar no seu aniversário, de forma análoga a que havia faltado ao seu nascimento, devido aos compromissos profissionais: "04/11/96, Sporting Gijón vs Barcelona… 25 anos depois, 04/11/21, Roma vs Bodo Glimt. Peço desculpa Tita, mas sempre contigo. Feliz aniversário", escreveu.

 

UM NOVO MOURINHO

Outro dos traços que marcaram o primeiro ano de José Mourinho em Roma foi a relação que manteve com um plantel menos habituado aos grandes jogos, com exceção de alguns elementos mais experientes, e mais rejuvenescido. A gestão de expetativas menos exigente em comparação com os últimos trabalhos, assim como a integração de vários jovens, conduziu a que o português voltasse a recuperar um espírito de liderança que ia escapando, tendo não só evitado conflitos, como conseguido o oposto: um clima de união em busca dos objetivos.

Num exemplo deste mesmo paradigma, Mourinho mostrou-se a cumprir a promessa de oferecer um par de chuteiras a Afena-Gyan, jovem avançado ganês que lhe havia dado a vitória num jogo anterior, num vídeo que se tornou viral.

A carregar o vídeo ...
Veja o momento em que José Mourinho cumpre promessa ao adolescente que lhe deu a vitória

Alternativamente, pode-se ainda olhar para o momento em que José Mourinho foi saudado pelos membros da equipa no dia do seu aniversário, a 26 de janeiro, numa festa que teve lugar no centro de treinos dos ‘giallorossi’, mostrando o bom ambiente que existe no balneário.

A carregar o vídeo ...
Os parabéns do plantel da Roma a José Mourinho

Ficou igualmente viral uma fotografia partilhada por Mourinho, que mostra o treinador a comer na escadaria do estádio do Cagliari, na Sardenha, por ter sido suspenso no jogo anterior.

...
José Mourinho a comer na escadaria do estádio do Cagliari

Em adição, não é só para o interior do clube que esta nova positividade é dirigida: reflete-se, supletivamente, nas variadas publicações no seu perfil de Instagram onde é possível encontrar um José Mourinho com sentido de humor apurado nas descrições. Pediu, inclusive, ao clube para passar a noite de Ano Novo a servir os utentes de um espaço da Caritas, na capital italiana: "Não finjam que não sabem, não se esqueçam da realidade, não se esqueçam deles! Eles existem, estão em todo o lado, e precisam de vocês, precisam de nós todos!", escreveu na descrição.

E AGORA, 'MISTER'?

A primeira época de Mourinho na Roma terminou com a conquista de um troféu europeu – ainda que de terceira linha – e o cumprir dos objetivos a nível interno, com o 6.º lugar na liga italiana e consequente qualificação para a Liga Europa. Com isto, chegou a aclamação por parte dos adeptos. Em Roma, já foi pintado um novo mural, da autoria do artista Harry Greb, em honra do técnico português, onde surge nas vestes de Júlio César, como sequela àquele, do mesmo autor, que o mostrava a conduzir uma tradicional vespa. Já na cidade, a alegria dos simpatizantes do emblema italiano foi visível na receção ao autocarro da equipa enquanto passava junto ao Coliseu de Roma.

Refira-se que as lágrimas de Mourinho ainda no relvado da Arena Kombëtare, na Albânia, após a conquista do troféu – que teve ‘mão’ portuguesa não só fora de campo, pela sua equipa técnica e pelo diretor-geral Tiago Pinto, mas igualmente dentro de campo, através dos internacionais Rui Patrício e Sérgio Oliveira – refletiram a importância que aquela vitória teve para a carreira do timoneiro ‘romanista’, assim como a mensagem que deixou para os microfones portugueses: "Obviamente, a minha família e os meus amigos, os romanistas e outros adeptos de outros clubes por onde passei que tiveram carinho por mim. Não me vou dar ao trabalho de dedicar este título a quem está aziado. Quem está, problema deles. Estou velho demais para desejar coisas más a quem me deseja coisas más. Estou com os meus e agora vou de férias", disse à Sport TV.

Efetivamente, as dificuldades aumentarão agora ao mesmo ritmo que as exigências, e, ainda que se mantenham os pontos de interrogação sobre se o lado tático de Mourinho conseguirá regressar aos velhos tempos e sobre as suas dificuldades históricas nas segundas épocas, a verdade é que a esperança foi devolvida não só aos adeptos da Roma, como aos do setubalense em relação a um potencial regresso à elite. Acima de tudo, em relação ao futuro, só resta esperar para ver.

Vai gostar de

você vai gostar de...

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever