'

Notícia

THE MAG - The weekly magazine by Flash!

Segredo absoluto! O que se sabe sobre os dias de dor e de luto de Cristiano Ronaldo e Georgina e como conseguiram esconder o que aconteceu do mundo inteiro

Há mais de dez dias que o craque português recebeu uma das piores notícias da sua vida: a morte do filho. E desde então toda a família se fechou em si própria, não deixando fugir nenhuma informação sobre o que se passava: nunca foram conhecidas as datas das cerimónias fúnebres, o que realmente aconteceu no dia do parto nem como Georgina tem lidado com a perda de um dos seus gémeos. Ronaldo continua a dedicar golos aos que já partiram, agora com mais uma estrelinha no céu. A história repete-se e prova-se: só se sabe o que se quer que se saiba...
Carolina Pinto Ferreira
Carolina Pinto Ferreira
28 de abril de 2022 às 23:55
As imagens mais carinhosas de Cristiano Ronaldo com a família
Cristiano Ronaldo com os filhos
Cristiano Ronaldo com os filhos
Georgina Rodriguez, filhos de Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo, Georgina, os filhos
Cristiano Ronaldo com os filhos
Cristiano Ronaldo com os filhos
Cristiano Ronaldo com os filhos
Cristiano Ronaldo, filhos
Cristiano Ronaldo, Georgina e os filhos na foto tirada por Elma
Cristiano Ronaldo, Georgina e os filhos
Alana Martina, Georgina Rodríguez, Cristiano Ronaldo, filhos
Cristiano Ronaldo com os filhos
Cristiano Ronaldo com os filhos
Georgina Rodriguez, filhos de Cristiano Ronaldo
Cristiano Ronaldo, Georgina, os filhos
Cristiano Ronaldo com os filhos
Cristiano Ronaldo com os filhos
Cristiano Ronaldo com os filhos
Cristiano Ronaldo, filhos
Cristiano Ronaldo, Georgina e os filhos na foto tirada por Elma
Cristiano Ronaldo, Georgina e os filhos
Alana Martina, Georgina Rodríguez, Cristiano Ronaldo, filhos
No dia 18 de abril, Cristiano Ronaldo e Georgina Rodríguez foram confrontados com a maior dor que uns pais podem ter: a morte de um filho. Preparados para receber em casa dois gémeos, o casal voltou para casa apenas com um dos bebés - a menina - e com um vazio que jamais vão voltar a preencher. O menino não resistiu


Por consideração às mais de 400 milhões de pessoas que seguem o jogador no Instagram e às restantes que acompanham o seu trabalho, o craque português fez questão de ir encontrar forças onde acreditou que já não existiu e, num documento assinado também pela companheira, anunciar através das redes sociais a perda de um dos seus meninos. O mundo emocionou-se e solidarizou-se. Juntou-se a Ronaldo nas lágrimas, ainda mais do que nos campos. 

Numa época em que parece que vivemos num 'Big Brother' constante e com os olhos de milhões postos nele, Ronaldo conseguiu quase o impensável: reservar-se na dor e preservar a sua família. Ou seja, sobre o aconteceu verdadeiramente no fatídico dia 18 e nos que se seguiram pouco ou nada se sabe. Não há pormenores do parto de Georgina, muito menos se sabe o que correu mal para que um dos bebés não sobrevivesse. O madeirense foi fotografado no dia em que voltou aos treinos, dentro de um dos seus carros, mas nunca mais foi visto sem ser em campo ou através da única fotografia que partilhou nas suas redes sociais com o seu mais recente membro da família: a bebé recém-nascida. Georgina refugia-se no luto de uma mãe que perde um filho e na esperança que as outras crianças lhe dão. Mas quem é que esteve lá todo este tempo? Quem foi o braço direito da manequim? E do capitão da seleção? Como se despediram do bebé que não conseguiu sobreviver? As pontas soltas que o futebolista não deixa escapar para defesa dos que mais ama... como sempre fez. 



AMPARADOS PELA FAMÍLIA DE GEORGINA

"Gostaríamos de agradecer aos médicos e enfermeiros por todo o cuidado e apoio disponibilizado." No comunicado do casal que noticiou o falecimento de um dos bebés, houve um especial agradecimento a toda a equipa médica que acompanhou e fez tudo por tudo para que tivessem os dois meninos nos seus braços. Infelizmente, não conseguiram. Os motivos só os profissionais de saúde, Cristiano Ronaldo e Georgina Rodríguez saberão. Mas que equipa médica foi esta? Onde foi feito o parto? Outro mistério - ao qual nem sequer a agressiva imprensa britânica conseguiu responder. 

A família de CR7 ficou despedaçada enquanto aguardava por notícias e, de repente, foi confrontada com o que nunca esperaram ouvir. Seguiram-se mensagens de pesar. Dolores Aveiro, Katia e Elma expressaram publicamente a sua dor. Todos aguardavam a viagem da "mãe guerreira" para Manchester, mas ao que se sabe até ao dia de hoje, Dolores foi aconselhada a permanecer na Madeira, onde continou a partilhar fotografias ao longo dos dias, onde o pano de fundo é a sua ilha.

A imprensa internacional dava conta que a irmã de Georgina, Ivana, foi quem esteve sempre ao seu lado: desde o trágico momento no hospital até aos primeiros dias em casa. Até ao momento em que publicamos este texto, também nada se sabe da irmã da manequim, que "desapareceu" das redes sociais. Apenas o companheiro, Carlos García, quebrou o silêncio. "A nossa dor pela perda do nosso sobrinho torna-se amor e esperança pelo nascimento da nossa sobrinha!, partilhou o artista plástico, que se diz focado no "máximo apoio aos papás Cristiano e Georgina" e aos sobrinhos, Cristianinho, Eva, Mateo e Alana Martina. A namorada de Cristiano Ronaldo reagiu com um coração à publicação nas redes sociais. 

O ÚLTIMO ADEUS EM SEGREDO

O facto de, alegadamente, o filho de Cristiano Ronaldo, não ter sobrevivido ao parto, faz com que obrigatoriamente tenham que existir cerimónias fúnebres para a despedida da criança. Até ao dia de hoje, nunca ninguém soube o que aconteceu ou que vai acontecer para que o filho do craque português possa descansar em paz. 

A carregar o vídeo ...
Depois de marcar o 100º golo no Manchester United, Cristiano Ronaldo dedica o golo ao filho. O jogador regressou aos relvados este sábado, 23 de abril.
"O nosso anjinho já está no colo do pai", escreveu Katia Aveiro no dia em que receberam a fatídica notícia e, se para muitos pudesse fazer sentido que Cristiano Ronaldo quisesse o seu filho literalmente ao lado do pai - na Madeira - a verdade é que Georgina também pode querer o menino mais perto de si ou querer outro desfecho para este triste episódio das suas vidas. Resumindo: mais um mistério escondido do mundo. 

Uma coisa é certa: o craque faz questão de eternizar a alma do seu bebé. O madeirense dedicou o seu golo número 100 ao filho. Marcou o golo, olhou para o céu e apontou na direção da sua nova estrelinha. A marcação não lhe deu a vitória ao Manchester, mas permitiu uma dedicatória especial em mais um momento marcante da sua carreira, à semelhança do gesto que fez após a morte do pai, em 2005.

A HISTÓRIA REPETE-SE... E OS SEGREDOS PERMANECEM

Os filhos são a maior prioridade da vida de Cristiano Ronaldo, mas também um dos seus maiores mistérios. Alana Martina é a única filha biológica do jogador do Manchester e da espanhola. 

Recuemos a 2010. A 17 de junho nasceu o primeiro filho do craque português, Cristianinho, que atualmente tem 11 anos de idade. Nasceu em San Diego, na Califórnia, Estados Unidos da América e nada mais se sabe em torno da gestação do menino. O filho mais velho de Cristiano Ronaldo é apenas filho do madeirense e fruto de uma barriga de aluguer. 

Dolores foi buscar o neto aos Estados Unidos - só se soube anos depois - e foi a primeira pessoa a pegá-lo ao colo. Semanas mais tarde, o bebé estava a passar férias no Algarve com o pai e todo o clã Aveiro. 

Assim estão a ser as férias de Cristianinho longe do pai, na Madeira
O filho mais velho de CR7 tem percorrido a ilha com a tia Elma e a avó, Dolores
Cristianinho
Cristianinho
Cristianinho
Cristianinho
Cristianinho
Cristianinho
Elma Aveiro, Dolores, Cristianinho
Dolores Aveiro, Cristianinho
Cristianinho
Cristianinho
Cristianinho
Cristianinho
Cristianinho
Cristianinho
Cristianinho
Elma Aveiro, Dolores, Cristianinho
Dolores Aveiro, Cristianinho
A "mãe guerreira" encarnou também o papel de mãe de Cristianinho e é por isso que não esconde a ligação especial que tem pelo neto que, sempre que pode, viaja até Portugal para uns dias com a avó. Foi a primeira pessoa a pegar no bebé ao colo, trouxe-o para Portugal e não hesitou em trocar a Madeira por Madrid, onde vivia ao lado de CR7, no condomínio de La Finca, para criar o neto como um filho. No décimo aniversário do jovem fez-lhe uma bonita declaração de amor. "Só Deus sabe a força extra que este meu neto me traz, só Deus sabe o porquê da vinda dele à minha vida, eu encontro todos os dias sinais de que ele já era destinado a nós antes de nascer. Dez anos se passaram desde a primeira vez que eu te peguei ao colo, ainda de choro fraco e de olhinhos quase fechados, no meu colo te aninhaste e deste um novo sentido à minha vida", escreveu.

Ao falar sobre o neto, Dolores não contém a emoção e muitas vezes cede às lágrimas. "É especial... um menino muito especial, mesmo. Acabei por ser mãe e avó ao mesmo tempo."

O mesmo procedimento foi usado para que Cristiano Ronaldo tivesse nos seus braços os gémeos Eva e Mateo, que nasceram em 2017. Alegadamente, terão os óvulos da mesma mãe que o irmão mais velho e, de acordo com o ‘Daily Star’, "os gémeos foram concebidos na mesma altura que Cristianinho, ficando os seus embriões à espera da data certa para serem inseminados na barriga de aluguer". Mas tudo isto são apenas teorias. A certeza é que os dois meninos já foram criados por Georgina Rodríguez que olham para a espanhola como a sua mãe. O parto teve lugar no hospital Sharp Grossmont, a mesma unidade hospitalar onde terá nascido o primeiro filho do jogador madeirense.

...
cristiano ronaldo, gémeos
Estes são os segredos mais bem guardados do clã Aveiro que tudo fazem para preservar a privacidade e segurança dos herdeiros de Cristiano Ronaldo... aos quais se junta um anjinho no céu. 





Vai gostar de

você vai gostar de...

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever