Notícia

Escândalo

Judite Sousa volta atrás no apoio a Cristiano Ronaldo e diz que ele não é "santo"

A jornalista que no passado fio próxima do jogador surpreendeu com novas declarações sobre o caso de alegada violação sexual a Kathryn Mayorga.
11 de outubro de 2018 às 21:52
Depois de publicar no último domingo, 8, o seu apoio a Cristiano Ronaldo, Judite Sousa voltou ao seu blogue pessoal para dizer que sabemos "muito ou nada" sobre o craque e que ele não é "santo". 

A jornalista foi uma das primeiras figuras da televisão próximas do jogador da Juventus a deixar claro que CR7 "é um símbolo nacional" com um apelo: "Não nos devemos esquecer disso".

Mas esta quarta-feira, 10, outro texto da jornalista surpreendeu. Ao enumerar os fatos mais importantes da vida pessoal de Ronaldo, Judite escreveu depois as respostas que o público não conhece. 

"Não sabemos em que circunstâncias se aproximou da norte-americana que o acusa de violação. Não sabemos se existiram relações sexuais forçadas ou não. Não sabemos se a versão do 'Der Spiegel', com múltiplos detalhes, é verdadeira ou não. Não sabemos porque é que existiu um acordo de confidencialidade mediante o pagamento de cerca de 350 mil dólares. Não sabemos se existiu algum contato entre ambos ou entre advogados entre 2009 e 2018. Não sabemos qual é a defesa de Ronaldo. Não sabemos o que ele, os seus representantes – Gestifute e advogados – têm a dizer sobre a gravidade das acusações", lê-se.

"Entre o que sabemos e o que não sabemos, talvez seja melhor ficarmos mesmo com as perguntas e não sermos nós a antecipar respostas. Até porque santos e santas só no céu e mesmo esses são para quem acredita", conclui, antes de assinar o texto.

A carregar o vídeo ...

A proximidade entre Judite e Ronaldo foi marcada pelo regresso da jornalista à televisão, depois da morte trágica do seu filho, André Sousa Bessa, com uma entrevista intimista na antiga casa do craque em La Finca, Madrid. 

Recorde-se que outras figuras da televisão, que no passado foram próximas de Ronaldo, preferem manter o silêncio neste momento crítico da carreira do Melhor do Mundo, como Cristina Ferreira e Daniel Oliveira, da SIC. Esta quarta-feira, 10, Paulo Dentinho colocou à disposição o seu cargo de diretor de informação da RTP depois de escrever no seu Facebook privado um texto criticando homens que violam mulheres, sem nunca se referir a CR7 diretamente. 

OS DETALHES DO CASO

Tudo terá acontecido entre as quatro paredes de um quarto do apartamento 57306 do The Palms Place Casino Resort, em Las Vegas, na madrugada de 13 de Junho de 2009, a noite fatídica que acabou com uma acusação da ex-modelo Kathryn Mayorga de que Ronaldo a violou sem consentimento no ânus, durante 5 a 7 minutos.

O caso foi revelado em abril de 2017 pela revista 'Der Spiegel' depois de um acordo de confidencialidade assinado por Ronaldo e Kathryn ter sido revelado no escândalo 'Football Leaks'. A mesma revista publicou no mês passado uma entrevista com a alegada vítima afirmando que o documento diz respeito a uma violação sexual.

O jogador "nega veemente" a acusação por via de um comunicado enviado pelos seus advogados. A polícia de Los Angeles reabriu a investigação e vai ouvir Ronaldo.

A carregar o vídeo ...

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável