'

Notícia

Polémica

Sem medos, Toy defende-se da polémica da droga

O cantor revelou no programa de Rui Unas passar os natais a bebere a fumar charros em família. Depois da polémica vem justificar-se, no dia em que a cannabis é aprovada no Parlamento.
15 de junho de 2018 às 16:41
Toy responde a críticos
Toy
barco toy
Toy em concerto
Toy em concerto
Toy em concerto
Toy com amigos
Toy
Toy no concurso SPASH
Toy
Toy
Toy
cantor Toy
barco toy
Toy

A frontalidade do cantor Toy já lhe causou algumas dores de cabeça. Sem papas na língua não tem medo de abordar os assuntos sem tabus.

As fotos de Toy que deixam as mulheres loucas
Toy no concurso SPASH
Toy
Toy
Toy
Toy

A revelação bombástica apanhou de susrpresa os fãs do cantor de Setúbal. No 'podcast' 'Maluco Beleza', de Rui Unas, Toy revelou o consumo de álcool e droga em dias especiais.

Curiosamente, no dia que o Parlamento aprova o uso da cannabis – ainda que apenas para uso medicinais –, Toy fala em exclusivo à 'TV Guia' e reforça a polémica, sem filtros: "O que disse foi aquilo que quase todas as famílias portuguesas fazem em privado e nunca têm a coragem de contar. Muita gente faz 'queimadas galegas' e bebe uns copos nas festas que faz em casa, mas isso fica tudo no segredo das quatro paredes para ser politicamente correto."

A carregar o vídeo ...

Sem receios de julgamentos populares, Toy foi ainda mais longe e assume o consumo de droga, em especial nas festas de Natal. "Na minha noite de Natal, tenho sempre um saquinho de Marijuana em casa e, nessa noite, toda a gente fuma. Eu não fumo [tabaco]. Fumei durante muitos anos, mas deixei. Mas fumo na noite de Natal. Fumamos todos. Peguei num narguilé [cachimbo de água oriental usado para fumar tabaco] que me ofereceram, pus a shisha [tabaco de sabores variados], coloquei a erva toda em cima e até a avó Inês, com 89 anos, fumou", descreveu o músico de Setúbal.  

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever