'

Notícia

Polémica

Agora, é ela que diz "Não"! Dalila Carmo recusa projecto na TVI depois de ter sido dispensada

Depois de lhe terem tirado o contrato de exclusividade, a atriz voltou a ser convidada para fazer um novo projeto para a estação de Queluz de Baixo, mas a recibos verdes. Ela recusou.
14 de outubro de 2021 às 09:31
O cansaço extremo de Dalila Carmo em imagens
Relato dramático da atriz: não dorme, não come e não sai de casa. Esgotada, atriz lança grito de alerta contra excesso de trabalho e stress nas gravações da novela da TVI. Chá milagroso é que a mantém viva. As férias chegam dentro de pouco tempo e assim conseguir recuperar.
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Dalila Carmo
Foi no início deste ano que se soube que Dalila Carmo, de 47 anos, tinha perdido o contrato de exclusividade que tinha com a TVI ao fim de 21 anos. Sendo uma das estrelas maiores da estação de Queluz de Baixo, esta mudança acabou por fazer correr muita tinta. 

Na altura, a atriz veio dizer que o processo não foi bonito e que não foram corretos consigo. "Não quer dizer que eu tenha ficado feliz pela situação, mas foi mais pela forma como ela aconteceu do que pela situação em si. Houve realmente um elo afetivo que se partiu, porque aquele canal não foi correto comigo e eu acho que não merecia", revelou em entrevista ao 'Sol'.

E acrescentou ainda na altura: "Para todos os efeitos, estive 21 anos lá e nós gostamos de ser acarinhados, gostamos que reconheçam o nosso trabalho, gostamos de acreditar que precisam e que gostam de nós. Quando o elo afetivo se perde, isso sim é irrecuperável. O dinheiro, se não conseguimos de uma maneira, tentamos de outra. Se não ganhamos mais, ganhamos menos".

Agora, em entrevista ao site MAGG, Dalila Carmo revela: "Já fui contactada pela Plural (produtora da TVI) para fazer um projeto, mas que não pude fazer. Neste momento, as propostas têm de me seduzir e vou aproveitar o facto de estar solteira para as coisas serem negociadas sem pressas, sem obrigatoriedades contratuais e baseadas apenas naquilo que são as minhas prioridades (…) Há cedências que não volto a fazer".

Explicou, no entanto, que esta recusa não se deve qualquer tipo mágoa que tenha em relação à estação de Queluz de Baixo, nem estar de costas voltadas para a TVI. E, nesta entrevista, volta a frisar que a questão monetrária não é tudo.

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever