'

Notícia

Drama

Ex-concorrente da 'Casa dos Segredos' revela violência doméstica: "Pensei que ia morrer naquele momento"

Joana Diniz falou abertamente sobre as muitas agressões físicas que sofreu ao longo às mãos de um ex-namorado. Num dos episódios, chegou a ficar inconsciente.
21 de fevereiro de 2019 às 14:48
Joana Diniz conta que foi vítima de violência doméstica
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
joana diniz
Joana Diniz revelou esta semana nas redes sociais que sofreu de violência doméstica às mãos de um ex-namorado. Esta manhã de quinta-feira, a ex-concorrente de 'Casa dos Segredos' foi ao 'Você na TV' e contou tudo a Manuel Luís Goucha e Maria Cerqueira Gomes.

Joana começou por dizer que podia ter sido uma das muitas mulheres que morrem quase todas as semanas vítimas dos companheiros. Tratou-se de um namorado com quem Joana viveu e que pensava ser a sua "alma gémea". O primeiro sinal, contou, foi quando um dia lhe disse que queria ir ao café e o namorado não só a proibiu como a empurrou contra a parede e trancou a porta de casa.

View this post on Instagram

Acredite na sua capacidade de superação e não se esqueça que quanto maior for a dificuldade maior será seu fortalecimento!

A post shared by Joana Diniz (@joanadiniz_official) on



A partir daí, Joana começou a aperceber-se das tendências controladoras do companheiro. Não tinha sequer privacidade para falar com a família ou ir à casa de banho e o namorado era a sua "sombra" em todas as situações sociais que vivia.

Um dos episódios mais graves que Joana contou foi quando, depois de uma saída à noite em que passou muito tempo a dançar com um amigo homossexual, a jovem peixeira foi tomar banho.

"Foi aí que começou o meu terror", contou. "Eu lembro-me de sair da banheira pelos cabelos. Ele vinha alcoolizado. Foi o maior terror da minha vida, pensei que ia morrer naquele momento. Violência física, verbal... eu ainda me tentei defender mas percebi que não valia a pena. Lembro-me que estava deitada toda nua na cama, completamente encharcada, e só me lembro de ele tirar o cinto das calças e por-me o cinto ao pescoço. E eu perdi os sentidos. Lembro-me de acordar em pânico. No outro dia queria-me vestir e não conseguia, de dores no corpo. Eu sou morena, não fico com marcas, mas tinha o pescoço magoado".

View this post on Instagram

Esta no !

A post shared by Joana Diniz (@joanadiniz_official) on



No dia seguinte, o namorado de Joana pediu-lhe desculpa, disse que não era ele e que não voltava a acontecer. No entanto, os episódios de violência continuaram.

"Ele chegava ao ponto de me por almofadas na boca, vinha por trás e apertava-me o pescoço. Eu sou pequena e não me conseguia defender então tinha de tentar chegar à cara, tudo e mais alguma coisa, para ver se ele me largava (...) Ele dava-me pontapés como a um homem, foi de uma brutalidade que ninguém tem noção. ", contou.

"Ele trancava-me em casa, no quarto, sem telefone, eu ficava incontactável (...) Eu nunca pedi por socorro porque nunca me foi possível. Depois de todos os ataques ele fechava-se na casa de banho, arranhava-se, batia-se e fazia fotos e videos a dizer que eu tinha acabado de lhe bater. E eu dizia, se eu for à polícia que provas é que eu tenho? Provas tem ele".



"Ele dizia-me 'tu vais-te embora mas vais ficar com um peso na consciência para o resto da tua vida porque eu vou matar-me'", contou ainda. Joana teve então de "planear" a separação.

Depois de um ano "a sofrer sozinha", sem ninguém saber, Joana decidiu escapar finalmente da relação abusiva e contou como conseguiu. "Inventei que iamos passar um fim de semana à minha mãe. E assim que cheguei disse-lhe que não queria mais e ele passou 4 dias fechado no meu quarto a tomar Xanax. E eu tive de ir para casa de uma amiga até ele sair dali", revelou.

Quando Goucha lhe perguntou como se sente agora, Joana, que namora atualmente com Igor Sanchez, afirmou: "Estou bem, estou feliz, já passou".

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever