'

Notícia

Natal

Menos pessoas e menos presentes! Assim foi o Natal em casa de Cristina Ferreira

Esta Consoada foi diferente em casa da estrela da TVI. A apresentadora cotou tudo.
25 de dezembro de 2020 às 00:00
Cristina Ferreira troca SIC pela TVI
Cristina Ferreira, SIC, TVI, acionista
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira deixou Daniel Oliveira em "maus lençóis", mas por enquanto a SIC mantém as audiências. Saiu-lhe o tiro pela culatra...
'Prémio de Sonho' foi o formato escolhido em 30 segundos pela apresentadora. E o diretor obedeceu.
Daniel Oliveira, Cristina Ferreira
Daniel Oliveira, Cristina Ferreira
daniel oliveira, cristina ferreira
Cristina Ferreira, SIC, TVI, acionista
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Cristina Ferreira
Daniel Oliveira, Cristina Ferreira
Cristina Ferreira, Daniel Oliveira
Daniel Oliveira, Cristina Ferreira
Daniel Oliveira, Cristina Ferreira
daniel oliveira, cristina ferreira
A pandemia obrigou a que também Cristina Ferreira tenha que adaptar a Consoada a esta nova realidade. A diretora de entretenimento e ficção vai tentar cumprir todas as tradições que já são habituais no seu lar, mas de uma forma mais comedida. 

"Vou ter um menor número de pessoas em casa, o núcleo mais restrito, mas sentir que o Natal é apenas um dia dos outros 365 ao longo do ano e o importante é que quem nós gostamos se sinta mimado sempre. O Natal é sentir que todos estão à mesa, embora possam não estar", afirmou a apresentadora à revista 'Nova Gente'. 

Estes dois dias que marcam a quadra natalícia vão ser passados na casa de Cristina Ferreira na Malveira com os pais e o filho, Tiago, de 12 anos. "Vai ser na mesma mesa de sempre, a comer o mesmo de sempre". A ementa fica entregue à progenitora, já considerada a 'chef' do Natal. "Eu não cozinho, eu ponho a mão na decoração! Costumo dizer: ‘Se a minha mãe faz aquilo tão bem, porque é que eu vou arriscar?’", explica, de forma divertida. 

Num ano particularmente para os portugueses devido à crise provocada pela pandemia, Cristina Ferreira confessa que decidiu ser um bocadinho mais comedida nos presentes. Comprou prendas para menos pessoas e deu especial atenção aos afetos. "As pessoas não estão a dar tanta importância às prendas como nos outros anos. É evidente que há três ou quatro pessoas que eu sinto que não posso falhar porque são minhas o ano inteiro e que precisam desse mimo porque me ajudam muito, mas de resto, acho que não pensei muito nisso. O importante é o abraço àqueles que nos são mais próximos e o carinho que podemos dar-lhes. De resto, os presentes são pouco ao lado do amor."

Saber mais sobre

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas