Notícia

Polémica

Bronca! Todas as desgraças e tragédias de Bruno de Carvalho desde que foi preso

Esteve três dias detido a viver mais um episódio do inferno em que se tornou a sua vida em 2018. A 'TV Guia' conta todos os pormenores da história trágica dos dias de Bruno de Carvalho antes e durante a detenção.
Por João Bénard Garcia | 16 de novembro de 2018 às 11:05
Um inferno! Esta é a única frase possível para descrever os últimos dias na vida de Bruno de Carvalho, o ex-dirigente sportinguista de 46 anos de idade.

Desempregado; abandonado pelas mulheres da sua vida; afastado de duas das suas três filhas; investigado pelas autoridades por crimes como terrorismo, sequestro, ameaça agravada, ofensas corporais e detenção de arma proibida; traído pelos homens que terá instigado a atacar jogadores e treinador na Academia de Alcochete no passado dia 15 de Maio, Bruno esteve sozinho numa cela, sem tomar banho, à espera que a justiça o acusasse ou libertasse. Libertou-o.

Apesar de lhe serem apontados 56 crimes, bastou poder pagar uma caução de 70 mil euros e apresentar-se todos os dias numa esquadra de polícia para se manter em liberdade.

Nas últimas semanas, em especial desde que ficou impedido de se candidatar às eleições no Sporting, a 8 de Setembro último, o antigo empresário da construção civil iniciou um processo destrutivo que se vinha acentuando nos últimos meses.


Confirma-se agora que o ex-líder sportinguista sobrevive tomando antidepressivos e analgésicos, que foram encontrados na sua casa e que o acompanharam na detenção por terem prescrição médica.

Esse facto vem confirmar uma notícia que tinha sido ventilada por vários órgãos de comunicação social quando, na data do ato eleitoral no SCP, ocorreu um episódio clínico que o atirou para as urgências de um hospital com uma overdose medicamentosa, agravada pela toma simultânea de comprimidos com álcool.


FILHAS ENTRE A IGNORÂNCIA DA IDADE E A CONSCIÊNCIA DE SER O PILAR PSICOLÓGICO DO PAI

Segundo avança a revista 'TV Guia', alheias a tudo isto estão as pequenas Leonor, de 10 meses, e Diana, de 4 anos, as filhas mais novas de Bruno. Consciente de tudo o que se passa, sozinha, sem qualquer hipótese de contar com a mãe biológica, Irina Yankovich, com quem rompeu relações durante o Verão através de uma carta chocante, e a viver um inferno similar ao do pai, está Ana Catarina, de 15 anos, a filha mais velha e o grande pilar em que o ex-presidente se suportou nos últimos meses de desgraças pessoais, em especial desde que este se separou, em Agosto último, da sua terceira mulher, Joana Ornelas.


Toda a história dos dias da prisão é contada na edição desta semana da revista 'TV Guia' que chegou às bancas. 

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável