Notícia

Covid-19

Grito de revolta: correspondente da RTP em Madrid, Daniela Santiago, arrasa portugueses

A jornalista da estação pública fez duras críticas ao que se passa em Portugal: "está uma balbúrdia".
31 de março de 2020 às 09:39
Jornalista da RTP atacada nas redes sociais
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
A jornalista Daniela Santiago, em Madrid
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP
Daniela Santiago, RTP

Emocionada, a chorar, a jornalista da RTP Daniela Santiago, tomou a difícil decisão de vir deixar a família a Portugal, para que fique em "porto seguro", apesar de acreditar que, neste momento, ninguém está seguro.

A correspondente da estação pública em Espanha fez a viagem de regresso a Madrid sozinha, de "coração nas mãos", e decidiu deixar um grito de alerta, com críticas duras aos portugueses e aos comportamentos com que foi confrontada. "Regresso para Madrid Sozinha. Estou a sair de Portugal. Vou sozinha fazer o meu trabalho", começa por descrever Daniela Santiago.

"Deixei a minha família em quarentena, fechados em casa, obviamente para segurança deles também, porque Portugal neste momento está uma balbúrdia", arrasou a jornalista.

A carregar o vídeo ...

Daniela Santiago sentiu-se revoltada pela atitude despreocupada como foi atendida num estabelecimento com nenhumas normas de segurança: "Entrei num estabelecimento comercial para comprar um pão e uma empada para trazer, e as pessoas andam a monte, não têm qualquer protecção, não mantêm a distância de segurança", começa por descrever.

A jornalista vai ainda mais longe nas críticas, chocada: "Nós portugueses somos uns moles. A pessoa que me atendeu na caixa não tinha luvas, não desinfetou as mãos, recebeu o dinheiro da pessoa que ia à minha frente, contou as moedas e a seguir pegou no meu pacote de pão e deu-me."

 

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
Anónimo Há 4 semanas

A aquel que disse o comentario sobre que España debemos estar a pegar os sacos com a boca le digo que durante esta cuarentena tome aulas on line como o resto dos meninos portugueses, so asim podera estar a altura do resto da sua gente que siempre acho muito educada.

Anónimo Há 4 semanas

Este mensagem vai ao Anónimo que disse que ironiza con a perfeccao de España.Caro amig@ en España as coisas nao sao perfeitas nao pelo numo de mortos sino por outros factores mais dada a poca cualidade humana que mostras neste comentario acho que nao prestas como ser humaNO

Anónimo Há 3 semanas

Já em Espanha é tudo perfeito...vê-se pela quantidade de mortos!

P Viasacra Há 3 semanas

Assim sendo, bem que poderia ter deixado ficar os amores da sua vida em Espanha. Se calhar, nos é que ainda vamos ser contemplados com algum brinde vindo de Espanha e carregado por si....

ver mais comentários

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável

;