'

Notícia

Atualidade

Ciclone Idai: Há 30 portugueses desaparecidos na cidade da Beira, Moçambique

Revelação foi feita pelo secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.
20 de março de 2019 às 19:40
...
Ciclone Idai, moçambique, cidade da Beira, augusto santos silva, mistério dos negócios estrangeiros, portugueses, desaparecidos Foto: Lusa
O secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, revelou esta quarta-feira que há 30 portugueses desaparecidos na cidade da Beira, Moçambique, gravemente atingida pelo ciclone Idai. "Há ainda portugueses que não estão localizados: temos na embaixada 30 pedidos de localização", explicou o governante, em declarações citadas pela Lusa, poucas horas depois de ter chegado a Maputo, de onde seguirá num voo doméstico para a cidade da Beira.

Após um encontro com a embaixadora de Portugal em Maputo, Maria Amélia Paiva, o governante revelou ainda que há 100 contactos (com portugueses e não só) feitos pela comunidade portuguesa da cidade da Beira, junto dos quais José Luís Carneiro vai tentar descobrir quem está por encontrar. É a "tranquilidade das famílias" que está em causa, sublinhou.

...
Ciclone Idai, moçambique, cidade da Beira, augusto santos silva, mistério dos negócios estrangeiros, portugueses, desaparecidos Foto: Lusa
Segundo a Sábado, o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas vai reunir-se a partir de quinta-feira com a comunidade portuguesa na Beira para avaliar a mobilização de recursos do Estado português para os auxiliar. Entre os principais problemas está "a destruição de habitações e empresas", concluiu.

...
Ciclone Idai, moçambique, cidade da Beira, augusto santos silva, mistério dos negócios estrangeiros, portugueses, desaparecidos Foto: Lusa
A passagem do ciclone Idai em Moçambique, Maláui e Zimbabué já provocou mais de 300 mortos, segundo balanços provisórios divulgados pelos respetivos governos. Em Moçambique, o Presidente da República, Filipe Nyusi, anunciou na terça-feira que mais de 200 pessoas morreram e 350 mil "estão em situação de risco", tendo decretado o estado de emergência nacional. O país vai ainda cumprir três dias de luto nacional, até sexta-feira.

Saber mais sobre

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas