'

Notícia

Polémica

Luísa Castel-Branco admite ter cometido infidelidade no último casamento: "Fui eu que traí"

Escritora pronunciou-se acerca do fim da ligação a António Castel-Branco, pai dos seus filhos.
23 de novembro de 2022 às 16:14
Luísa Castel-Branco: Vida de sofrimento e doença
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora
Luísa Castel-Branco, doença, autoimune, tuberculose, sofrimento, escritora

Luísa Castel-Branco falou sobre o final do casamento com António Castel-Branco na década de 1990. A escritora confessou, durante a entrevista a Manuel Luís Goucha esta terça-feira na TVI, que foi infiel ao cônjuge, apesar de notar que também havia sido vítima de infidelidade.

No entanto, sublinhou que, até lá, viveu uma paixão profunda com o homem que foi o pai dos seus três filhos, António Castel-Branco, Gonçalo Castel-Branco e a atriz Inês Castel-Branco.

"Amei-o profundamente. A primeira pessoa que amei foi sem dúvida nenhuma ele. Descobri o que era o amor entre um homem e uma mulher com ele e fui profundamente feliz, e depois deixei de ser, faz parte da vida", começou por referir.

"[Lida-se] com culpabilização. Tive culpa porque fui eu que dei o casamento como terminado, porque me apaixonei por outra pessoa. Embora tenha sabido perfeitamente que era um encantamento, não é amor", disse, acrescentando: "Traí, exatamente, fui eu que traí. Quer dizer, ele já tinha traído antes, mas a contabilidade a mim não me interessava. Mas eu não tinha necessidade de ficar aí presa".

Referiu ainda que a paixão por uma terceira pessoa, que assegura não ter tido continuidade, não era por si motivo de dar por finalizado o matrimónio: "O problema é que no meu mundo, só existia aquele homem, nunca tive nenhum namorado a não ser aquele, casei com ele. E era totalmente incompreensível que alguém tivesse quebrado a minha realidade e entrasse no meu mundo. A partir dessa altura, pus tudo em causa e percebi que já estava infeliz há vários anos. Tinha chegado a altura de pôr em causa o casamento", revelou a autora que, atualmente, vive em união de facto com Francisco Colaço.

Saber mais sobre

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas