'

Notícia

Exclusivo

Morreu avó de Renato Sanches

O craque chora a morte da avó paterna, falecida aos 94 anos. O enterro decorreu este sábado, dia 18, sem a presença de Renato, que tinha jogo em Berlim pelo Bayern de Munique. Família passou ainda por susto com incêndio à porta de casa na Alta de Lisboa.
Por Isabel Laranjo | 18 de fevereiro de 2017 às 12:53
O futebolista vê partir a avó paterna, de 94 anos
Renato Sanches
A idosa, natural de S. Tomé, foi a enterrar no cemitério da Amadora, sem a presença do neto
Renato com 12 anos, já na Academia do Seixal, equipado com as cores do clube do seu coração, o Benfica, onde se formou
Renato foi criado pela mãe mas nunca perdeu o contacto com a família paterna. Este é um momento de dor para o jovem, de 19 anos
Maria das Dores tatuou, no braço esquerdo, o rosto do filho, de 19 anos. Foi a empresária a representar o filho no funeral da avó paterna de Renato
Renato Sanches recebeu a família, em Munique, no verão. Na altura, estava feliz. 'Bulo' chora a morte da avó paterna, que nunca esqueceu
A mãe do futebolista, atualmente ao serviço do Bayern de Munique, com a restante família, em casa. Na sexta, 17, um incêndio de grandes dimensões provocou o pânico entre a vizinhança, na Alta de Lisboa
O incêndio, perto da casa de Renato Sanches, na Alta de Lisboa, demorou 3 horas a ser extinto
O incêndio provocou 9 feridos, entre os quais um bombeiro. 3 famílias ficaram desalojadas
O sinistro provocou o pânico e a curiosidade entre os moradores da Alta de Lisboa
Renato Sanches
Aos 19 anos, Renato Sanches vê partir a avó paterna. Criado pela mãe, ainda assim Renanto Sanches sempre manteve contacto com o pai, de quem herdou o nome, e com a avó. Por isso, este é um momento de dor para o jovem futebolista, a alinhar no Bayern de Munique.

A notícia foi avançada ao site FLASH! por Maria das Dores da Luz, mãe do futebolista. "Estou agora no funeral. O Renato está triste e não pôde vir, mas chega amanhã (domingo, 19)".

Renato Sanches optou por ficar na Alemanha uma vez que tem jogo marcado para a tarde sábado, 18. No domingo visitará o pai, que também mora fora do país mas regressou à Amadora, para participar nas exéquias da mãe nonagenária, natural de S. Tomé.

SUSTO À PORTA DE CASA

A morte da idosa, devido a causas naturais, aconteceu na sexta, 17. No mesmo dia, na Alta de Lisboa, muito perto da casa de Renato Sanches e da sua família, um incêndio num apartamento de habitação social causou o pânico causou um susto à família do craque. Nove pessoas ficaram feridas, entre elas um dos bombeiros que participou no combate ao sinistro. Nenhum familiar ou amigo do futebolista foi atingido pelo fogo.

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diariamente todas as noticias de forma confortável
Subscrever