Notícia

Curiosidades

Quem diria... ? Os segredos escondidos da mansão Playboy

Praticamente 10 meses após a morte de Hugh Hefner, a filha do homem que criou a conhecida revista masculina, veio revelar aquilo que ainda ninguém sabia. A boca abre-se-nos de espanto.
12 de julho de 2018 às 19:19
É sabido que a mansão da Playboy era um espaço de sexo e diversão. Uma casa de 29 quartos que estava sempre cheia das belas e sensuais coelhinhas do mundo. Aquele era o mundo de Hugh Hefner o criador da revista Playboy.

Agora, 10 meses após a morte do carismático fundador da publicação masculina mais conhecida do mundo inteiro, a filha, Christie Hefner, aceitou dar uma entrevista à 'Fox News' na qual fez revelações surpreendentes sobre a mansão onde o pai viveu até morrer.

Diz Christie que adorava visitar o pai e que aquele era um espaço "encantado" para qualquer criança. "O que tornava a mansão mágica era ter uma porta mágica. Tinha um painel secreto e um salão de brincar onde havia todos os brinquedos e jogos possíveis. Havia até um varão de bombeiros. Era um local encantado para qualquer criança", revelou.

"Tinha uma zona de bowling e uma piscina subterrânea", disse ainda Christie Hefner que não nega sentir muitas saudades da sua infância e das temporadas vividas na mansão que estava sempre a abarrotar de mulheres esculturais.
 
"O meu pai adorava jogar. Quando éramos crianças, eu e os meus irmãos, jogava o 'Monopoly' connosco. Também adorava o 'Backgammon' e até o 'Pinball'. Era uma daquelas pessoas que não ligava muito ao desporto mas que era um jogador aguerrido e competitivo", contou Christie sobre Hugh Hefner. 

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável