'

Notícia

A FLASH! já está no WhatsApp.
Siga-nos!
Seguir
Casas Reais

Afinal não foi por culpa Meghan Markle que a zanga entre o príncipe William e o príncipe Harry começou. Revelado o verdadeiro motivo

William e Harry já haviam entrado em conflito por culpa de um motivo surpreendente. Novos pormenores sobre a zanga dos príncipes que está a abalar a monarquia do Reino Unidos.
10 de fevereiro de 2024 às 12:46
A carregar o vídeo ...

O príncipe William e o príncipe Harry estão de relações cortadas e agora sabe-se que houve um grande conflito entre os dois irmãos, que não esteve relacionado com a entrada de Meghan Markle na vida da realeza britânica.

Trata-se dos projetos acerca da vida selvagem em África, que já resultaram em diferendos entre os filhos do rei Carlos III e da princesa Diana e antecedem a relação dos duques de Sussex.

"São os dois muito apaixonados sobre salvar espécies protegidas, mas nem sempre partilhavam a mesma visão sobre como conduzir estes projetos em África", revelou uma fonte do palácio real ao ‘The Times of London’, naquela que terá sido a primeira grande quezília de William e Harry.

Sorrisos e cumplicidades: Harry e William juntos para a inauguração da estátua da mãe, lady Di
Nesta quinta-feira, dia 1 de julho, a princesa Diana faria 60 anos e, por isso, decorreu a inauguração da estátua em sua homenagem no palácio de Kensington, com os familiares mais próximos presentes, incluindo os seus filhos, o príncipe William e o príncipe Harry.
Harry, William, Diana, estátua
Harry, William, Diana, estátua
Harry, William, Diana, estátua
Harry, William, Diana, estátua
Harry, William, Diana, estátua
Harry, William, Diana, estátua
Harry, William, Diana, estátua
Harry, William, Diana, estátua
Harry, William, Diana, estátua
Harry, William, Diana, estátua
Harry, William, Diana, estátua

"O William acredita que o foco deveria ser colocado em iniciativas lideradas pela comunidade, nas quais a população local se sentiria com poder para proteger a terra. O Harry era mais intervencionista, sentia que era imperativa uma abordagem mais proativa para assegurar que os habitats da vida selvagem seriam protegidos com maior segurança", acrescenta a fonte. 

Refira-se que o príncipe Harry é, desde 2017, o presidente da African Parks, função que lhe trouxe um grande dissabor no final do mês de janeiro, quando guardas florestais pagos por este grupo de conservação foram acusados de violação e agressão a pessoas pertencentes às populações indígenas nas florestas tropicais da República do Congo.

Saber mais sobre

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas