'

Notícia

A FLASH! já está no WhatsApp.
Siga-nos!
Seguir
Casas Reais

27 anos depois da grande perda, príncipe William obrigado a enfrentar o seu maior trauma

Quem não se recorda de ver o filho mais velho de Diana a caminhar, cabisbaixo, atrás do féretro da sua mãe? Quase três décadas depois, o herdeiro trono de Inglaterra revive toda a dor e dor dessa altura sombria da sua vida com a doença do pai, o rei Carlos III.
09 de fevereiro de 2024 às 14:29
Príncipe William apanhado em visita a Kate Middleton no hospital onde ela está internada
Príncipe William e Kate Middleton
Príncipe William
Príncipe William
Príncipe William
Príncipe William
Príncipe William
Príncipe William e Kate Middleton
Príncipe William
Príncipe William
Príncipe William
Príncipe William
Príncipe William
A doença de Carlos III, que sofre de cancro, e a doença misteriosa de Kate Middleton estão a deixar o príncipe William, muito fragilizado. Ainda assim, o herdeiro do trono fez questão de regressar ao trabalho na passada quarta-feira, 7 de fevereiro. Uma data que estava previamente agendada depois do filho mais velho do monarca britânico ter cancelado a agenda para apoiar a princesa de Gales após a cirurgia abdominal.

Só que William não pareceu nada bem neste seu regresso. Mostrou-se cansado, nervoso e muito inseguro. Perante as imagens transmitidas dos dois eventos em que esteve a representar a coroa, não há como não ficar preocupado com o herdeiro do trono. A sua tristeza rapidamente fez lembrar o jovem de 15 anos que há 27 anos seguiu a pé, com o irmão Harry pela mão, atrás do cortejo fúnebre da mãe, a saudosa princesa Diana.

Que difícil terá sido ter estado sob o olhar atento do mundo inteiro na pior altura da sua vida. Foi-o para ele, como também para Harry, que nessa altura tinha apenas 13 anos.  Estas horas mais sombrias das suas vidas foram recordadas pelo duque de Sussex  no seu livro de memórias 'Spare': "Os meus olhos permaneceram fixos na estrada. Cerrei os punhos. [...] Talvez sejam resquícios de pesadelos recorrentes". Harry disse ainda que são momentos que "irá recordar para o resto da sua vida".

Agora, o desafio é, nestes tempos difíceis, continuar a corresponder às expectativas que se tem de um herdeiro do trono. Embora seja hoje um homem adulto e pai de família, William pode não ter ultrapassado a perda da mãe, que muito provavelmente deixou marcas profundas. Está novamente sob os olhares mais indiscretos do mundo. E apesar de tudo o que está a sofrer com a doença do pai e da mulher, o príncipe de Gales tem que estar à altura do seu papel, sorrir amigavelmente e apertar mãos. Como se nada fosse. Como se tudo estivesse bem. Mas não está!





 


Saber mais sobre

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas