'

Notícia

A FLASH! já está no WhatsApp.
Siga-nos!
Seguir
Polémica

O escândalo rebentou com a influencer Chiara Ferragni, que pode perder tudo por causa... de um bolo

Chiara Ferragni, uma das mais conhecidas personalidades italianas, deitou tudo a perder depois de ter sido "apanhada" em escândalo que já a levou a ter sido multada em mais de um milhão de euros.
11 de fevereiro de 2024 às 17:17
Os vestidos de Chiara Ferragni no primeiro dia do Festival de Sanremo que estão a fazer furor
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni
Chiara Ferragni

Chiara Ferragni é uma das celebridades mais famosas a surgir de Itália nos últimos tempos: começou por conquistar o mundo como blogger de moda, através do blogue 'The Blonde Salad', e tornou-se depois numa empresária de sucesso, para além de se afirmar como uma das influenciadoras digitais mais populares do globo, com 30 milhões de seguidores, de, em conjunto com o marido Fedez, ter uma série na Prime Video e de ter chegado a ser coanfitriã do Festival de Sanremo.

No entanto, todo este império que detém aos 36 anos está em risco de desabar. Tudo começou no final de dezembro quando eclodiu uma polémica relacionada com um acordo feito por Chiara Ferragni com a pastelaria Balocco para a venda de uma edição especial de bolos pandoro – típica delícia de Natal oriunda de Verona - para a época festiva de 2022.

"A Balocco apresenta o pandoro Chiara Ferragni para ajudar o hospital Regina Margherita. (…) Balocco e Chiara Ferragni apoiam a investigação contra os tumores infantis, financiando um percurso de investigação promovido pelo hospital", podia ler-se no site. A conjugação desta publicidade com o aumento do preço levou os consumidores a crer que as receitas reverteriam em parte para uma instituição de caridade ligada ao Hospital Regina Margherita.

Tal não correspondia à verdade - só uma doação de 50 mil euros foi feita, e antes da campanha - e, como tal, Chiara Ferragni recebeu ataques de várias frentes. Foi multada em mais de um milhão de euros pela AGCM, a autoridade italiana da concorrência, e até recebeu uma reprimenda pública da primeira-ministra Giorgia Meloni. A reputação ficou de tal forma manchada que várias marcas rasgaram os seus acordos com Chiara Ferragni, desde a Safilo até à Coca-Cola, e esta foi forçada a desbloquear os comentários nas suas redes sociais.

Em dezembro de 2023, as críticas levaram mesmo a empresária a pedir desculpas através de um vídeo publicado no Instagram, prometendo que iria devolver um milhão de euros ao hospital, algo que acabou por fazer, e explicou: "O meu erro de boa fé foi ligar uma atividade comercial e uma de solidariedade. Infelizmente, os erros acontecem, peço desculpas e percebo que poderia ter agido de melhor forma."

Contudo, esta ação não calou os críticos e levou muitos a questionar se, caso a polémica não tivesse surgido, teria ficado com o dinheiro. Neste momento, Chiara Ferragni é cada vez mais vista em Itália como simbolizando o conceito de "ídolo com os pés de barro", e só o futuro ditará se tal irá mudar.

Saber mais sobre

Vai gostar de

você vai gostar de...

Mais Lidas

+ Lidas