Notícia

Drama

A vida aventurosa de José Crispim: da ribalta à decadência do popular cantor que tinha 15 filhos e que mudou por amor

O cantor popular era conhecido por ser mulherengo: teve 15 filhos de 8 mulheres diferentes. Viveu o seu auge na década de 90 e foi o seu amor por Lena que o levou a mudar-se de Setúbal para o bairro social, onde acabou por morrer com Alzheimer e Parkison.
26 de setembro de 2019 às 16:54
O último adeus! As imagens do velório de José Crispim
Mário Crispim com um dos 13 irmãos, Justino, no funeral do pai
O filho mais velho de José Crispim, Mário, confessa que desbaratou a fortuna do pai com o vício do jogo
O filho mais novo do falecido cantor, Júlio Miguel, com a mulher de José Crispim, Lena, e o filho mais velho, Mário
josé crispim
josé crispim
josé crispim
josé crispim
José Crispim, Duo ele e ela
José Crispim, Lena, Velório, Cantor, Morte, Alzheimer, Parkinson
josé crispim
José Crispim, Mário Crispim, Velório, Cantor, Morte, Alzheimer, Parkinson
José Crispim, Mário Crispim, Lena, Júlio Miguel, Velório, Cantor, Morte, Alzheimer, Parkinson
josé crispim
josé crispim
josé crispim
josé crispim
José Crispim, Duo ele e ela
José Crispim, Lena, Velório, Cantor, Morte, Alzheimer, Parkinson
José Crispim morreu na quarta-feira, dia 25, vítima de doença prolongada.

Há cerca de um ano que o cantor popular começou a dar os primeiros sinais de Alzheimer e Parkison, doenças que se desenvolveram de forma galopante e que acabaram por lhe encurtar a vida. 

O artista português, famoso por integrar o duo Ele e Ela - com a mulher com quem viveu ate à sua morte, Lena -, esteve no auge da sua carreira na década de 90 com as suas participações televisivas. Herman José foi um dos grandes impulsionadores da sua carreira. No entanto, nem sempre a vida foi fácil para José Crispim, que nos últimos anos viveu longe das luzes da ribalta. 

Apaixonou-se por oito mulheres diferentes, e quem bem o conhece disse que nunca faria filhos a alguém caso não tivesse perdido de amores. Destas relações nasceram quinze filhos e, segundo os próprios, o cantor sempre tentou ser o melhor pai para cada um deles. 



Foi a sua paixão por Lena - com quem partilhava a vida há mais de três décadas - que se mudou de Setúbal para o bairro social da Boavista, em Lisboa, onde acabou os seus dias, ao lado da sua companheira de vida e do seu filho mais velho, Mário Rui, que sempre foi criado pelo cantor. 

Há dois anos sofreu um dos maiores desgostos da sua vida: a perda de um filho, que faleceu vítima de uma cirrose. Alcoólico, o filho de José Crispim chegou a estar internado numa clínica de reabilitação, perto de Sintra.



Segundo o que a FLASH! apurou, no dia da sua morte foi o único momento em que José Crispim não reconheceu o filho mais velho, o seu maior companheiro.

Acabou por falecer a caminho do Hospital de Santa Maria.

Comentários

Comentários
este é o seu espaço para poder comentar as nossas notícias!
José Eduardo Teixeira Há 2 semanas

E este " merd@s " serve de exemplo de quê e para quê. Tretas par alimentar a santa ignorãncia. O " cromo " não valia uma merd@.

Mais Lidas

+ Lidas

Instagram

Instagram

Newsletter

Newsletter

Subscreva a newsletter e receba diáriamente todas as noticias de forma confortável